Itens relacionados

sexta, 09 março 2018 17:25

Praias do Porto muito poluídas

Mais um registo que nos mostra que assim não pode ser… 

 

Com a agitação marítima que se tem feito sentir nos últimos tempos é normal que as praias portuguesas estejam mais poluídas (sujas). Em todo o caso, a poluição nas praias portuenses tem sido especialmente recorrente. 

 

Aproveitamos para partilhar alguns registos e um depoimento de Cláudia Basto que esta semana encontrou a Foz do Douro num estado lastimável, quase insustentável, com muito lixo espalhado pela areia. 

 

"Quantas vezes ouvimos dizer que os pombos são sujos? Que são portadoras de doenças?
E quantas vezes pensamos no porquê das pessoas dizerem isso?
Na passada quarta-feira, dia 7 de março, decidi ir fotografar o Farolim de Felgueiras (Foz do Douro). 

Assim que me aproximei das praias que o ladeiam, algo captou a minha atenção: a quantidade excessiva de lixo no areal, principalmente na praia do Carneiro.
Lá, onde se junta o rio ao mar, também se juntam despojos não-biodegradáveis de tudo o que podemos imaginar, embalagens de plástico e de vidro, redes de pesca, cigarros, entre outros. 

Desperdícios de resíduos gerados pela inconsciente e despreocupada atividade humana e que, por serem sintéticos, não se decompoem na natureza, sendo que ao serem descartados como resíduos comuns ou sanitários, acabam no oceano, prejudicando a vida marítima e, consequentemente, a nossa!

A subida das águas do mar traz consigo o reflexo destes mesmos atos, que os deixa bem visíveis, não só neste local como em tantas outras praias portuguesas.
O mais chocante é observar os animais (gaivotas-d’asa-escura, guinchos, rolas-do-mar, pilritos-da-praia e pombos) numa busca incessante por comida entre todo aquele lixo, já para não lembrar todos os peixes que dão à costa, mortos pela poluição, mortos pelo Homem!”

 

Texto & imagens de Cláudia Basto | Facebook | Instagram

Perfil em destaque

  • Rita Jorge Rita Jorge

    Conhece uma das jovens surfistas da região oeste…

Scroll To Top