banner topf
quinta, 17 outubro 2019 13:27

VASCO RIBEIRO PASSA À RONDA 3 DO MEO RIP CURL PRO PORTUGAL

Em Peniche...



O primeiro dia de provas do Meo Rip Curl Pro Portugal arrancou esta manhã em Supertubos com condições difíceis provocadas pelo vento on-shore moderado dificultando a tarefa aos surfistas de elite na etapa portuguesa.
Frederico Morais foi o primeiro surfista português a vestir a licra no terceiro heat da ronda 1. O surfista brasileiro Yago Dora começou a liderar o heat com uma onda que lhe valeu 6.33 pontos em 10 possíveis, seguido do seu conterrâneo Italo Ferreira com um 7.17 deixando o surfista de Cascais na terceira posição. Com as suas duas melhores ondas na casa dos quatro pontos, Kikas lutou pela segunda posição tentando evitar a ronda eliminatória, mas as difíceis condições do mar não permitiram ao surfista dar a volta ao resultado atirando-o para a ronda 2 com um total combinado de 8.37 pontos, atrás de Yago Dora com 13.56 e Italo Ferreira com 12.37 pontos em 20 possíveis.

 

Frederico Morais Foto: Rita Neves



Vasco Ribeiro foi o homem que se seguiu ao surfar no quinto heat com o brasileiro Filipe Toledo, número dois no ranking mundial, e o havaiano Ezekiel Lau.
Toledo iniciou o heat com um tubo técnico numa esquerda sólida, finalizando com uma batida no inside, arrancando dos juris um 7.17 em 10 pontos possíveis.
Vasco Ribeiro ainda tentou responder, mas as ondas em que o surfista português arrancou não ofereceram secções para progredir. Vasco continuou a procurar oportunidades e na sua sexta onda o mar de Supertubos permitiu-lhe executar duas batidas explosivas que lhe valeram um 4.23. Com a sua moral reforçada, Vasco arrancou novamente para uma esquerda fazendo uma batida de backside muito autoritária juntando mais 5.33 pontos ao seu total,  colocando-se assim na segunda posição a 10 minutos do final do heat.
A poucos minutos de toque da buzina e com um total combinado de 9.33  pontos em 20 possíveis, Ezekiel Lau, que se encontrava na terceira posição, ainda tentou dar a volta ao resultado, mas a sua última onda de 2.77 pontos não foi suficiente para tirar o surfista da linha do Estoril da segunda posição, levando assim Vasco Ribeiro à ronda 3 do evento com um total de 9.56 atrás de Filipe Toledo com 11.70 pontos.

 

Miguel Blanco Foto: Rita Neves


O bi-campeão nacional, Miguel Blanco, entrou em prova logo de seguida iniciando o sexto heat da ronda 1 com duas ondas na casa dos três pontos atrás do surfista francês Joan Duru, mas o campeão mundial, Gabriel Medina depressa deu a volta ao resultado executando um aéreo reverse de backside, que embora não tivesse conseguido completar, lhe assegurou um 4.27 e a segunda posição, atirando Miguel Blanco para a terceira posição.
Miguel Blanco ainda tentou recuperar a sua segunda posição na sua terceira onda, pontuada com um 3.37, mas Medina acabaria por tirar as esperanças ao surfista português ao executar um aéreo reverse potente conseguindo um 8.17 e consequentemente a liderança do heat.
Medina ainda voltou a mostrar a sua autoridade e a sua garra para chegar à final do evento ao arrancar num tubo para a esquerda e finalizando com um tail slide conseguindo um 6.50 e fazendo assim o melhor total combinado do dia até ao momento levando o wildcard português à temida ronda eliminatória (ronda 2). 

O evento está ainda a decorrer na Praia de Supertubos em Peniche e podes acompanhá-lo aqui.

Perfil em destaque

Scroll To Top