ActivoBank

Itens relacionados

sexta, 29 novembro 2019 15:45

A LENDA DO SURF, TOM CARROLL, FALA SOBRE O WAVEGARDEN

e o futuro...

Com a abertura de uma piscina de ondas com tecnologia Wavegarden no mês passado em Bristol, Inglaterra e outra marcada para Janeiro em Melbourne, na Austrália, o lendário surfista Tom Carroll passou pelo centro de demonstração do Wavegarden nas montanhas bascas numa recente "tourné" promocional na Europa. Tom Carroll trocou algumas ondas do Reef com o surfista profissional basco Aritz Aranburu antes de compartilhar algumas pequenas ondas com uma família de surfistas iniciantes.

"Estou apenas a observar uma pequena família a surfar", disse Tom ao chegar, olhando para as ondas criadas para iniciantes. "É difícil de entender na minha cabeça como é realmente possível ter uma onda aqui neste cenário tão bonito".

 

Tom Carroll mostrou-se bastante entusiasmado com a onda artificial do Wavegarden     F oto: Wavegarden

 

 O olhar de Tom focou-se quando as primeiras ondas para surfistas experientes surgiram na área de Recife. “Na verdade, isto lembra-me uma versão muito, muito boa de um break perto da minha casa, onde aprendi a surfar. Mas isto é como uma versão perfeita desse break ”, disse Tom, entrando ansiosamente na sua rotina de aquecimento.

O surfista profissional basco Aritz Aranburu ficou encantado por compartilhar a sessão com o seu herói de infância. “Eu cresci a ver o Tom em vídeos de surf. Ele sempre foi o meu surfista favorito e é um prazer surfar com ele hoje ”.

 

O surfista local, Aritz Aranburu  Foto: Wavegarden

 

As ondas artificiais não são algo estranho a Tom Carroll, tendo vencido uma etapa da tour mundial numa das primeiras piscinas de ondas já feitas em Allentown, Pensilvânia, em 1985. No entanto, rapidamente entendeu que a tecnologia Wavegarden está preparada para deixar uma impressão maior e mais duradoura no mundo, em comparação às criações anteriores, devido à longa lista de benefícios que as ondas de qualidade e de alta frequência podem ter na aprendizagem e no treino.

 

E, quando questionado sobre que impacto isso poderá ter sobre o seu amado desporto, Tom respondeu: "O que vai acontecer no futuro? Não faço ideia. Porém, é muito bom. As crianças  sentem-se seguras e aprendem algo muito fixe... surfar uma onda.”

 


Perfil em destaque

Scroll To Top