Itens relacionados

quarta-feira, 29 maio 2019 17:51

CAMILA CARDOSO E LARANJINHA GANHAM EXPERIÊNCIA NA AUSTRÁLIA

Estivemos na Praia Grande à conversa com Camila e Francisco Laranjinha sobre a viagem de 1 mês à Austrália.

A Austrália é um dos principais destinos do Mundo onde jovens promessas do surf  convergem para aí melhorarem o seu nível de surf e contactarem com a verdadeira cultura do surf. Os Portugueses Camila Cardoso e o seu treinador Francisco Laranjinha passaram ali um mês, onde assistiram às duas primeiras etapas do CT e experiênciaram treinos com um treinador de elite.

Vamos ler os seus testemunhos:

 

Porque razão o destino Austrália?
Francisco Laranjinha:A viagem a Austrália é das viagens mais importantes para os miudos sentirem de perto o que precisam para chegar aos objectivos mais altos da competição no surf (wct). Claro que o calendário tem outras etapas importantíssima (temporada havaiana e Indonésia; circuitos projuniors e wqs) para desenvolverem o surf e provarem que estão prontos e querem aceitar qualquer desafio competitivo no surf (é uma boa vida mas não é fácil).

Quais foram os objetivos principais?
Francisco Laranjinha:Para a Austrália eu e o Francisco fomos à procura de "impor ritmo" de surf e treino aos nossos surfistas em condições que, fora quando está clássico, são iguais ou piores do que em casa! Fizemos um bom trabalho e com a ajuda de um treinador da nata Ozzy Wct, absorvemos a atitude, sangue e cultura Australiana do que é preciso para colocar o nosso surf no nível acima. Claro que a água quente foram os "pozinhos mágicos da receita" ?. Embora não haja receitas perfeitas há direcções e caminhos a percorrer!

Como treinador o que sentiste?

Francisco Laranjinha:Como treinador consolidei conhecimentos,  criei uma boa empatia com o treinador Australiano, e ganhei novas perspectivas sobre maneiras de trabalhar. Estou cada vez melhor e mais forte como treinador e surfista e desde que comecei (-+ 12 anos atrás como treinador) o meu desenvolvimento tem vindo a crescer. Sinto que agora tenho muitas ferramentas para treinar miudos/as e homens/mulheres que tenham os objectivos mais altos. Tenho portas abertas com oportunidade para melhorar e acrescentar a essas mesmas ferramentas! Cheio de vontade para alcançar objectivos novos.

Acompanhaste a Camila, foi a sua primeira grande viagem certo?

Francisco Laranjinha:A Camila ia para a primeira temporada (1 mes<) para se familiarizar com o ritmo, estilo de vida e nível do surf competitivo nos principais destinos da nossa modalidade. Houve um choque por estar longe de casa e, ainda por cima, num grupo só de rapazes! Mas rápidamente se encheu de pica e vontade para treinar e evoluir o surf! Os rapazes também estavam ligados à corrente e puxaram por ela dentro de água. Testemunhou de uma maneira mais crua a direcção que tem que tomar. Saiu da Austrália a surfar bem e com "speed", mas mais importante que isso ganhou uma visão mais clara e motivadora do que precisa para conseguir os objectivos a que se propôs para a carreira. Reservam-se novas etapas e desafios para a Camila nos próximos tempos (Indonésia,  Havaí, projuniores e Wqs). Estes próximos 2/3 anos são importantes para a carreira dela! Este ano da Camila foi planeado para fazer uma manutenção nas competições e dar foco principal a elevar o nível de surf. Está a resultar e vai permitir-lhe entrar na nova época 2019/20 de calendário cheio de campeonatos com mais e melhores ferramentas para ganhar e construir o caminho na competição.

O que se segue agora com a Camila?
Francisco Laranjinha:Agora de regresso, temos pica para continuar a trabalhar e aceitar novos desafios! De certo que o mais provável é voltarmos à Ozzyland para o ano, mas de momento, fizemos um novo quiver mal chegámos para continuar a treinar forte e já com um olhar de preparação para a próxima temporada de 1 mês na Indonésia já este Julho!
Vamos à procura no novo desafio Indonésia de bons tubos e tornar o surf dela mais radical e consistente de maneira a consolidar o trabalho feito na Austrália.



O que tens a dizer sobre este mês na Austrália?

Camila Cardoso: Esta viagem é algo que vou guardar comigo para sempre. Foi inesquecível, evoluí imenso e também cresci bastante como pessoa! Acredito que a Austrália é um ótimo lugar para as pessoas evoluirem a sua técnica e por isso quero agradecer imenso à minha família, ao meu treinador, Francisco Laranjinha e claro aos meus patrocinadores, Carcline e NBXD pela oportunidade que me proporcionaram com esta viagem.

O que te impressionou mais?
Camila Cardoso: Algo que me impressionou bastante na Austrália foi a elevada competição na água (de forma positiva), todos querem apanhar todas as ondas e por isso "lutam" como se não houvesse amanhã. Outra coisa que me impressionou bastante foi o facto de na praia não haver lixo espalhado, existe um maior respeito pelo ambiente.

Algo mais a dizer Camila?
Camila Cardoso: Esta viagem fez-me querer lutar ainda mais pelos meus sonhos e objetivos no surf e claro nunca desistir, independentemente dos resultados. Toda esta experiência foi mais uma influência no percurso que deliniei para mim.


Perfil em destaque

Scroll To Top