quinta-feira, 12 junho 2014 10:00

GONÇALO RUIVO CHEGOU HOJE DE UMA DAS SUAS VIAGENS ÀS TELOS

Novo barco e tripulação, ação da Waves for Water assim como altas ondas e locais paradisíacos acompanharam esta viagem

 

 

A Associação Nacional de Surfistas (ANS) esteve em Sumatra, a bordo do “Nauli”, o novo barco operado por Gonçalo Ruivo neste arquipélago da Indonésia.  Esta viagem organizada por Miguel Herédia, Vice-Presidente da ANS, estava inscrita na iniciativa Waves For Water (www.wavesforwater.org). A W4W é, basicamente, uma iniciativa de crowdsourcing em que viajantes de todo o mundo podem levar consigo filtros de água às zonas remotas que vão visitar, por forma a possibilitar o acesso a água potável a mais gente. A Indonésia é um dos países que necessita desta ajuda. Este é o relato dessa viagem.


Lagundri Bay: começava a viagem há 10 dias. Dia 2 de Junho. O destino era o arquipélago de Telos. 10 amigos de Lisboa, associados a um projeto da Waves for Water.

 

Após 1 dia em Lagundry Bay começou a viagem propriamente dita. Boas ondas de 1 metro quebraram em Nias. Um swell grande acompanhou esta viagem e foi crescendo à medida que a viagem foi avançando.

 

A primeira paragem do barco foi na Ilha de Bawa, no arquipélago das Hinako (perto de Nias ainda). As viagens de pico em pico eram feitas durante a noite, pelo que o grupo acordava sempre num pico diferente pronto para surfar às 6 da manha.

 

Com a experiência do capitão Ruivo nesta área das Ilhas Telos, houve ondas perfeitas, esquerdas e direitas para todos os gostos e todos os níveis.

 

Ao sexto dia de viagem houve a entrega dos filtros de água inserida na iniciativa da waves for water. Foi entregue à autarquia local e a duas escolas da mesma vila.

 

Em todos os casos houve cerimónias da entrega dos filtros muito apreciadas pela população local que não tem acesso a água potável.

 

Churches, Pinacles, Bawa, entre outros picos, foram surfados. A tripulção foi acolhedora e prestável. O barco de traça antiga fabricado nos EUA foi dos primeiros a navegar no arquipélago para surftrips. No último ano sofreu uma profunda remodelação para o tornar mais confortável para os dias de hoje: ar condicionado em todas as divisões, área comum com ecran LCD 72” onde todas as noites se passam as fotos e filmes das surfadas do dia, mesa de jantar para 12 pessoas, área comum com sofás, máquina café Nespresso, área exterior ampla, área superior com arrumação para 30 pranchas e com zona de “chill out” para apreciar as ondas do dia quando o barco esta fundeado ou beber uma Bintang ao por do sol, barco de apoio novo para 12 pessoas, acessórios de snorkeling e pesca, entre outros. 

 

Algumas das refeições confecionadas pelo divertido cozinheiro foram peixe capturado no dia ou durante as viagens nocturnas entre picos. 

 

Todos os dias o Gonçalo Ruivo apresentava-nos as condições que poderíamos encontrar em cada pico (tamanho das ondas, direção do vento, altura das melhores mares, etc) e em conjunto decidíamos em que ondas surfar.

Fotos: Vasco Canto Moniz

Itens relacionados

Scroll To Top