Itens relacionados

terça, 07 abril 2020 10:00

MAXIME HUSCENOT RETIDO NA NOVA ZELÂNDIA DEVIDO AO COVID-19

Desde Março...

 

O atleta da Qualifying Series, Maxime Huscenot é um dos surfistas que tem visto a pandemia de covid-19 afetar o seu dia a dia.

O surfista francês começou esta temporada em grande, ocupando de momento o 18º lugar no ranking.

Contudo Maxime viu o seu ritmo ser parado e a sua vida ficar em suspenso deixando um grande ponto de interrogação sobre como será para si esta temporada do QS.

A Surftotal esteve à conversa com o ex-campeão mundial júnior para saber como tem vivido estes dias fora da norma.

 

Foto: Deeply

 

 

Olá Maxime, como estás?

Neste momento ainda estás na Ilha da Reunião? Tens conseguido surfar?

 

Na verdade, agora estou na Nova Zelândia.

Eu vim aqui para a Challenger Series, que deveria começar depois da etapa em Manly, na Austrália. Quando cheguei aqui, a WSL anunciou que adiou todos os eventos para os próximos meses. A situação aqui estava boa naquele momento, com menos de 5 ou 10 casos, no máximo, e eram todos de pessoas que tinham chegado de viagens e ficavam logo de quarentena. Assim, como os números não estavam a crescer muito rapidamente, decidi ficar aqui para poder surfar e treinar por mais uma semana antes de voltar para França (depois, os meus voos eram no dia 25 de Março). Todos os vôos foram cancelados no espaço de uma semana e a Nova Zelândia iniciou um bloqueio de 4 semanas a 25 de Março. Decidi ficar aqui durante o confinamento, pois sentia-me seguro onde estou agora e achei que era muito arriscado apanhar 3 ou 4 aviões para regressar a França pois havia um grande risco de contágio, que foi o que aconteceu com a maioria das pessoas que estiveram em aviões. De qualquer forma, agora estou aqui e não faço surf desde domingo, 22 de Março.

 

Como estás a ocupar o teu tempo agora que não estás a competir?

 

É difícil ficar longe do oceano, pois realmente trás alegria e felicidade à mente e ao corpo, mas também é bom relaxar um pouco e estar algum tempo sem pensar no dia seguinte, na próxima viagem ou no próximo swell. Sei que reservar um tempo para estar apenas no momento presente sem planear demasiado o meu dia é uma boa forma de relaxar a mente e o corpo. Após dois ou três dias, comecei a fazer treinos físicos e tenho sorte de ter um campo de basquete lá fora onde posso jogar. Sou um grande fã da NBA e adoro jogar basquete, bem como ténis, por isso foi bom praticar outro desporto.

 

Foto: WSL / LAURENT MASUREL

 

 

O que significa para ti estares longe da competição e que impacto é que isso terá para ti esta temporada?

 

No inicio do ano eu quis apostar em grande, planeei 3 meses de eventos sem parar (Santa Cruz foi o último evento daquele período) e depois ia tirar o mês de Abril, Maio e Junho até à etapa de Ballito. Então, estou a ter uma pausa um pouco mais cedo. Eu estava a sentir-me muito bem com o meu surf, fisicamente, e as minhas pranchas eram muito boas, por isso estou um pouco triste por isso parar de repente porque eu realmente queria obter uma vitória ou alcançar um grande resultado no início do ano, mas está tudo bem. Eu sinto ainda mais fome de vencer. Não sei quando ou qual evento ocorrerá agora ou se a temporada será cancelada, quem sabe. Não estou a pensar muito nisso e vou ver o que vai acontecer.

 

O coronavírus atingiu a França com muita força. Como está a comunidade de surf do teu país a lidar com esta situação?

 

É muito difícil para todos os que estão lá agora. Eu só espero que fiquem fortes e seguros e tenho a certeza de que as coisas vão começar a melhorar brevemente e que todos iremos desfrutar de boas ondas.

 

Gostarias de deixar uma mensagem para os leitores do Surftotal?

 

Sei que é difícil não surfar e ficar em casa sem fazer muito, mas dêem o vosso melhor. Tentem manter-se pacientes e fortes. Respeitem as regras que temos agora, para que todos possamos surfar assim que terminar. Podem ver o meu último filme « breathe » no meu canal de youtube que irá ocupar-vos durante 20 minutos hoje, (risos). Eu tenho visto um tonelada de filmes de surf por isso podem estudá-los e tentar ver onde é possível melhorarem o vosso movimento do braços, cabeça, corpo em rotação ..

 

 

Foto: Deeply

Perfil em destaque

vimeo

 

 

Scroll To Top