Dream Sea surf Camp Dream Sea surf Camp Website terça-feira, 11 outubro 2022 14:38

"As acusações feitas foram construídas com base na falta de informação" Dream Sea - Direito de resposta

Após a situação levantada pelas suas congéneres Escolas de Surf do Alentejo...
 
 
 Foi durante o passado Sábado dia 08 de Outubro que a redacção da Surftotal foi contactada por diversas testemunhas que devido à sua preocupação na boa preservação do Parque Natural do Sudoeste Alentejano assim como no bom exemplo que deverá ser mantido aquando do ensino do Surf, se queixavam de práticas contrárias à lei do ensino do Surf assim como na movimentação das Dunas por parte da Escola de Surf Dream Sea Surf Camp. (Ler aqui) Entre estas testemunhas estão diversas Escolas de Surf Portuguesas que operam ao largo de Sines. A Surftotal foi ao encontro da Escola de Surf acusada e deu o direito de resposta que pode ser lido abaixo:
 
 
 
 
1. Pode nos contar um pouco da história do projeto Dream Sea?
 
Apesar do que possa parecer a quem não conheça, o Dreamsea é uma empresa de valores familiares, nascida em 2013, fruto do entusiasmo de 3 jovens amigos, e que visa o surf, a natureza, viagens e conexões humanas de alta qualidade. O primeiro surfcamp foi aberto em França e hoje em dia o Dreamsea já conta com 11 destinos espalhados pelo globo, incluindo Sintra, Tocha e Alentejo.
 
Entretanto, vale esclarecer que todos os destinos do Dreamsea em Portugal, apesar de pertencerem a uma companhia já bem conhecida internacionalmente no meio, são todas também elas parte de uma empresa legitimamente portuguesa e que opera de acordo com a lei portuguesa e que todos os programas de surf das mesmas estão de acordo com a federação de surf e com as recomendações das autoridades locais.
 
Todos os nossos surfcamps são categorizados como destinos sustentáveis, baseados num turismo ecológico e ativo. A grande maioria dos nossos surfcamps é feito com elementos naturais como bambu, madeira, materiais reciclados e tendas em tecidos de lona, mais conhecidas como glampings. 
 
Somos apaixonados pelo surf de uma maneira criativa, alegre e comunitária e acreditamos que através do surf e da sua filosofia é possível aproveitar a natureza com mais consciência, aprender a cuidar dela ao mesmo tempo que se partilha experiências únicas com pessoas de todo o mundo, inspirando gentileza e felicidade.
 
 
2. O Dream Sea oferece aulas de Surf em quantos Países do mundo? qual é o vosso destino favorito e por quê?
Estamos em 6 países. Cada um dos nossos surfcamps é especial à sua maneira. Cada destino oferece uma maneira diferente de aproveitar o surf, a natureza e a cultura local. Uma grande parcela dos nossos hóspedes são repetidores à procura de novas experiências Dreamsea em novos destinos.
 

 

 

 

As acusações feitas foram construídas com base na falta de informação e por isso gostaríamos de trazer mais luz a esse tópico e dar uma explicação honesta sobre o assunto.

 

 
 
 
 
 
 
3. Sobre as acusações feitas pelas escolas portuguesas locais de comportamento incorrecto, vocês negam tudo?
As acusações feitas foram construídas com base na falta de informação e por isso gostaríamos de trazer mais luz a esse tópico e dar uma explicação honesta sobre o assunto.
 
Os nossos programas de surf seguem todas as indicações feitas pelas autoridades locais. Como um surfcamp que somos, oferecemos aulas de surf, práticas e teóricas, onde nos dedicamos a fornecer regras básicas de etiqueta do mundo do surf. A questão é que os nossos hóspedes não chegam ao Dreamsea exclusivamente para terem aulas de surf, eles também vêm para desfrutar do lugar e ter um tempo a sós na praia, e isso inclui também o free surfing (surfar sem estar numa aula). Então quando se fala de 100 pessoas a terem aula, podemos afirmar que é definitivamente uma inverdade, nós nem sequer temos essa quantidade de pranchas nas nossas instalações.
 
As nossas aulas são feitas nos lugares devidamente assinalados pelas autoridades, nos corredores de surf. Lugares estes que são inclusivamente partilhados com as outras escolas de surf da área e nós nunca excedemos o número de alunos por aula que é permitido. Aliás, nós temos que dar aulas duas ou mais vezes por dia, para conseguir atender a todos os nossos alunos. Entendemos que isso pode gerar algum desconforto na praia e entre os outros surfistas, ou um mal-entendido pelo que parece, quando vêem vários grupos de diferentes pessoas a chegarem à praia.
 
Com mais de 10 anos de experiência como um surfcamp, o Dreamsea jamais colocaria a sua reputação em jogo com práticas ilegais e expondo os nossos hóspedes a qualquer tipo de risco.
 
No entanto, na tentativa de evitar o desconforto, fomos os primeiros a pedir às autoridades locais corredores de surf alternativos onde pudéssemos dar as aulas. Infelizmente sem resultado positivo, pelo menos até agora. Nós, como empresa e como surfistas que somos, temos todo o interesse em trabalhar com as autoridades e os representantes locais para se chegar a uma melhor solução para esta questão.
 
Relativamente às dunas, nós usamos as mesmas estradas que todas as outras escolas da região usam para aceder à praia. Só há um acesso de momento, e a nossa equipa faz o trajeto com todas as indicações de cuidado e proteção da natureza e do meio ambiente.
 
Por último, gostaríamos de enfatizar que sempre estivemos abertos ao diálogo. A nossa equipa sempre esteve à disposição e disposta a conversar com todas e qualquer escola de surf a fim de encontrar melhores soluções, dentro do que recomendam as autoridades, de modo a que todas possam trabalhar num lugar em que se sintam confortáveis e seguras, evitando desta forma conflitos desnecessários.
 
É preciso lembrar que somos todos surfistas que ensinam a filosofia do aloha, então nada melhor do que sermos os primeiros a dar o exemplo.
 
4. Gostariam de dizer mais alguma coisa?
Gostaríamos de aproveitar esta oportunidade para expressar a nossa preocupação relativamente à acusação feita por essa página de surf, promovida por outras escolas de surf, já que ela claramente constitui um conflito de interesse e só apresenta uma opinião sobre o assunto.
 
Gostaríamos igualmente de convidar a todas as escolas de surf da região e a todas as pessoas da comunidade que gostariam de nos conhecer melhor, a visitar o nosso surfcamp, para entender melhor como trabalhamos, conhecer o nosso programa de surf, a nossa filosofia e encontrar juntos uma solução a essas preocupações.
 
Temos a certeza que todos partilhamos os mesmos interesses em ter um ambiente de surf mais feliz, saudável e seguro.
 
 
*Respostas enviadas pelo Departamento de Marketing da Dreamsea Surf Camp Portugal ( sem identificação Pessoal)

Itens relacionados

Scroll To Top