banner topf

Itens relacionados

sexta, 27 setembro 2019 17:43

EDP Billabong Pro Ericeira terminou por hoje com as 3 primeiras disputas dos 1/8 de final

Frederico Morais irá competir com o Australiano Stu Kennedy na quinta bateria.

Com uma ondulação em crescendo e condições sólidas em perspetiva para todo o dia, o EDP Billabong Pro Ericeira, prova de 10.000 pontos (categoria máxima) das Qualifying Series (QS) da World Surf League (WSL), cedo recebeu luz verde para voltar à água esta sexta-feira, dia 27 de Setembro, para um dia longo de ação, marcado por boas pontuações e pelo progresso do português Frederico Morais em prova.

Este quarto dia consecutivo de competição na praia de Ribeira D’Ilhas na Ericeira viu acontecer 18 heats e terminou com as três primeiras disputas dos oitavos-final, sendo por isso já conhecidos os primeiros surfistas dos quartos-de-final. São eles os australianos Ethan Ewing e Jacob Willcox, dois surfistas que têm estado em evidência ao longo de toda a semana e que já aqui conseguiram o seu melhor resultado da época, e, ainda, o sul-africano Matthew McGillivray, que ao qualificar-se para os quartos-de-final, igualou a sua melhor prestação da temporada de 2019.
 
Destaque ainda para a prestação do brasileiro Alex Ribeiro que conseguiu, na bateria que disputou e ganhou na terceira ronda, a melhor onda do evento até ao momento: 9.83 pontos em 10 possíveis. O surfista brasileiro, que ocupa a terceira posição do ranking do QS, vai surfar novamente na oitava bateria da quinta ronda, contra o brasileiro Yago Dora. 
 
Já o Português Frederico Morais, surfista de Cascais, atual nº10 no ranking Mundial QS, competiu por duas vezes e em ambas ocasiões logrou avançar para a fase seguinte da competição. Na terceira ronda, Frederico Morais fez uma pontuação total de 13.37 pontos (em 20 possíveis) que lhe deram o segundo lugar atrás de Chris Zaffis, da Austrália, autor de 13.77 pontos, mas à frente do brasileiro Peterson Crisanto (3º) e do norte-americano Keanu Asing (4º).
 
Na quarta ronda, fase em que os heats são compostos por apenas três surfistas, Frederico Morais disputou a passagem aos oitavos-de-final com o australiano Connor O’Leary e o brasileiro Alejo Muniz, ambos surfistas que, tal como o português, já estiveram no Championship Tour, o circuito mundial da WSL.
 
Num heat em que todos os surfistas chegaram a ocupar a posição de liderança, o resultado final só foi conhecido depois do tempo regulamentar. Connor O’Leary foi o vencedor com 12.17 pontos, Frederico Morais foi 2º com 11.60 e Alejo Muniz foi eliminado com 10.64 pontos.
 
Seguem-se agora os oitavos-de-final (quinta ronda) para o surfista português sabendo este já que irá competir contra o australiano Stu Kennedy na quinta bateria.
 

 
Para amanhã, sábado, dia 28 de setembro, a chamada está marcada para as 8:00 da manhã.


Perfil em destaque

Scroll To Top