sexta, 12 abril 2019 22:20

1ª NOTA 10 NO SURF PRO ESPINHO É DE AFONSO ANTUNES

Atleta Português levantou a praia após a surfar a sua onda de uma forma irrepreensivelmente perfeita !

Afonso Antunes destaca-se no Surf Pro Espinho -  Mafalda Lopes e Carolina Santos avançam para os quartos de final

O surfista júnior português Afonso Antunes, de apenas 15 anos, foi o maior destaque do Surf Pro Espinho, ao protagonizar a melhor performance do evento até agora, logo na sua primeira bateria do campeonato, realizada esta manhã.

Em ondas de gala na Praia da Baía, o campeão nacional sub-18 deu um autêntico espectáculo na segunda metade do terceiro round, que ainda estava por realizar, conseguindo a única nota perfeita do campeonato, um 10, graças a um longo tubo que parecia não ter saída. Antunes conquistou igulmente a melhor pontuação total, 18,77 pontos em 20 possíveis. Para se ter uma ideia do nível da sua prestação, Afonso não teve necessidade de contar com as suas duas “piores” ondas deste heat, um 8,5 e um 5,5, com as quais também teria vencido a bateria facilmente.

Antunes não foi, no entanto, o único português a avançar para o round 4, levando a companhia de Guilherme Ribeiro e de Joaquim Chaves, que também se destacaram ao avançarem juntos, num bom trabalho de equipa, na penúltima bateria da terceira fase. Infelizmente, nessa fase, ficariam para trás os atletas nacionais Martim Paulino, Tomás Gonçalves, João Vidal, Martim Nunes, José Champalimaud, Rodrigo Chaves e Rodrigo Lebre, quase todos por uma curta margem. 

Outros destaques nesta fase ficaram por conta dos franceses Tiago Carrique e Thomas Ledee, do basco Iker Amatriain, do italiano Edoardo Papa, do alemão Lenni Jensen e do marroquino Selyann Zouhir, que venceu a sua bateria, apesar de ter causado uma interferência e de, em consequência, lhe ter sido retirada parte da pontuação total.

A boa forma do marroquino continuou da parte da tarde, tendo sido um dos destaques do round 4, bem como Lenni Jensen, Afonso Antunes (que voltou a vencer destacado a sua bateria), Iker Amatriain, Sean Gunning ou o forte contingente francês, constituído por atletas como Justin Becret, Kauli Vaast, Teva Bouchgua, Noa Dupuoy, Issam Auptel, Kepa Housset-Ezponda, Tiago Carrique ou Thomas Ledee. 

Afonso Antunes é assim o único surfista nacional presente no round 5, que antecede os quartos de final homem-a-homem, tendo Joaquim Chaves e Guilherme Ribeiro perdido na quarta fase da prova, disputada esta tarde, também por pouco.

Nas meninas, a sorte nacional foi diferente, com Mafalda Lopes e Carolina Santos já presentes nos quartos de final. A terceira fase feminina realizou-se hoje, a meio do dia, tendo as duas portuguesas vencido as suas respectivas baterias, com prestações convincentes. 

O maior destaque de hoje foi a inglesa Ellie Turner, que fez o maior score da fase (12 pontos) e a maior surpresa a eliminação da canária Melania Suarez Diaz, vencedora em Espinho no ano passado. Suarez Diaz foi eliminada pela portuguesa Mafalda Lopes e pela francesa Ainhoa Leiceaga. A outra portuguesa presente nesta fase, a algarvia Concha Balsemão, perdeu na bateria vencida por Carolina Santos, com algum azar, a necessitar de uma nota muito baixa para avançar.

Amanhã, o Surf Pro Espinho regressa às boas ondas da Praia da Baía, com a chamada marcada para as 10h da manhã. Prevê-se a realização do round 5 masculino, bem como dos quartos de final de ambas as categorias, deixando a decisão dos títulos para domingo.

Um Claim que com certeza vai ficar para a História de Afonso e também do Surf Português.

Perfil em destaque

Scroll To Top