Bizuka vence em África com "Angola Waves"

Marcelino "Bizuka" Barros, surfista português nascido em Angola, regressou à terra natal para lançar um projecto de turístico que visa explorar o potencial de ondas do país, ao serviço da Economia local.

Marcelino Barros, mais conhecido como "Bizuka" aposta num projecto baptizado de Angola Waves que visa dar a conhecer aos surfistas de todo o Mundo a riqueza ainda inexplorada das ondas Angolanas. Em entrevista ao site Ver Angola, Bizuka fala do projecto que, afirma, "nasce da vontade de partilhar ondas perfeitas com outros surfistas".

A idéia nasceu em 2003, numa viagem que fez a Angola com o fotógrafo John Callahan, no qual ficou "viciado" nas ondas da terra natal. Depois, foi pegar nessas sementes e lançar o que é hoje o "Angola Waves".

Um desafio que tem alguns obstáculos a vencer tal como a imagem negativa que o país ainda tem lá fora. "Para a grande maioria das pessoas com quem contactamos, Angola é um país perigoso, cheio de doenças e lixo!", lamenta, contrapondo que o que tem para oferecer é completamente diferente: a simpatia das pessoas, uma consta extensa e belíssima e ondas perfeitas e sem crowd, com Namibe e Cabo Ledo a encabeçarem uma potencial lista enorme de spots, muitos ainda desconhecidos.

Para desfrutar desta experiência, a Angola Waves oferece pacotes turísticos que começam nos 1000 euros por pessoa, com tudo incluído, menos a viagem de avião.

 

 

Itens relacionados

Scroll To Top