Billy Kemper em Jaws Billy Kemper em Jaws WSL / Hallman sexta-feira, 02 dezembro 2022 10:49

WSL anuncia "estratégia renovada" para a busca do recorde de maior onda surfada

Estratégia foi anunciada no mês passado. 

 

 

No passado dia 15 de Novembro, a WSL anunciou através de um press release um "novo modelo para apuração e celebração do recorde mundial da maior onda surfada", chamado WSL Big Wave Record Chase. A WSL afirma continuar, através deste modelo, "o seu compromisso com o surf de ondas grandes, com uma estratégia renovada, focada nos títulos do Guinness World Records, nas categorias de paddle-in e tow-in masculino e feminino". A WSL anunciou também que reserva um prémio total de 500,000 dólares, para ser distribuído por quem quebrar os recordes acima mencionados. 

Jessi Miley-Dyer, da WSL, afirma que esta mudança pretende criar "um processo mais transparente (...) e dar foco aos feitos incríveis dos surfistas de ondas grandes". A propósito, a falta de transparência é um ponto mencionado por diversos big riders, como é o caso de Nic Von Rupp, que escreveu o seguinte:

"Todos os anos é a mesma conversa. E honestamente esta é a pior parte do surf de ondas grandes. (...) O que acho é errado é que cada vez menos há regras claras sobre como as ondas devem ser medidas. Todos gritam o mais alto que conseguirem, e quem grita mais alto recebe a atenção do público". 

 

 

 

 

Documentário será realizado sobre o recorde mundial

 

No press release, a WSL anunciou ainda que vai trabalhar com a Box To Box Films para a realização de um documentário sobe o recorde mundial. A Box To Box Films foi a produtora responsável pela série Make or Break na AppleTV+. Este documentário pretende explorar a fundo o trajecto dos atletas que atingiram esses recordes. "Estes atletas incríveis merecem que as suas histórias sejam contadas, e estamos muito desejosos de trabalhar com eles e com a WSL", Afirmou o co-fundador da Box To Box Films, Paul Martin.

O press release pode ser lida na íntegra aqui. 

 

 

Scroll To Top