quinta-feira, 06 maio 2021 11:02

Surfista australiano recebe isenção do estado para manter dente de tubarão após um ataque

O dente ficou preso na sua prancha de surf...

Em 2015, Chris Blowes sofreu o maior pesadelo de um surfista, um ataque de tubarão.

Juntamente com dois amigos, o australiano estava a surfar em Right Point, Fishery Bay, na Península de Eyre, Austrália, quando foi atacado por um tubarão branco. Após o ataque o surfista perdeu a consciência diversas vezes enquanto os paramédicos realizavam manobras de reanimação cardiopulmonar durante sua evacuação para o hospital de Port Lincoln.

O surfista acabou por perder a perna esquerda e esteve 10 dias em coma após o incidente.

Quando a sua prancha de surf deu à costa após o ataque, um dente do tubarão estava preso à mesma, pelo que Chris Blowes quis ficar com o mesmo, mas foi aqui que começou uma longa batalha para que o surfista pudesse ficar com o dente do animal.

Após a polícia recuperar a prancha e aperceber-se da presença do dente na mesma, retirou-o e entregou-o ao Departamento de Agricultura e Pesca da Austrália.

 

 

 

 

De acordo com a Lei de Gestão de Pesca do estado, é ilegal possuir, vender ou comprar qualquer parte das espécies protegidas, sendo que as penalidades podem gerar uma multa de até 100.000 dólares ou dois anos de prisão.

Chris, que é agora um surfista adaptado, autor e orador motivacional, considerou que era justo ficar com o dente em sua posse uma vez que este estava na sua prancha e acabou por conseguir uma isenção à lei, a primeira concedida pelo estado, de acordo com o Departamento de Indústrias e Regiões Primárias, após concordar com alguns termos e condições.

David Basham, ministro das Indústrias Primárias e Desenvolvimento Regional, referiu que o surfista passou por uma experiência extremamente traumática e, como tal, devolver-lhe o dente era o mínimo que o seu departamento poderia fazer.

O surfista diz que irá agora levar o dente consigo para as suas palestras motivacionais.

 

 


Perfil em destaque

Scroll To Top