quinta-feira, 06 maio 2021 07:54

Frederico Morais termina prestação em Margaret River com um 9º lugar

Seth Moniz eliminou Medina do evento...

O Boost Mobile Margaret River Pro presented by Corona, a quarta etapa do Championship Tour (CT), retomou ontem a competição com a Ronda 4 masculina (Ronda de 16)  em ondas de aproximadamente 2 metros.

A competição começou às 7h35 na Austrália Ocidental (pouco depois da meia noite em Portugal), com heats sobrepostos de 44 minutos e definiu os 8 atletas que estão agora nos quartos-de-final do evento.

 

Frederico Morais viu a sua prestação em Margaret River chegar ao fim ao competir com o australiano Ryan Callinan no Heat 4. O goofy de Newcastle eliminou o surfista português do evento com uma excelente direita no Main Break que lhe valeu 8.93 pontos (em 10 pontos possíveis), a maior pontuação numa única onda em toda a Ronda. A sua segunda melhor onda, pontuada com 5.93 pontos, rendeu-lhe um total combinado de 14.86 (em 20 pontos possíveis) que lhe assegurou a passagem aos quartos-de-final do evento onde irá defrontar o sul-africano Jordy Smith.

 

 

Ryan Callinan Foto:WSL/Dunbar

 

 

Kikas, que fez um total combinado de 10.36, saiu de Margaret River com um 9º lugar, a sua melhor pontuação nesta etapa australiana. Em 2017 e 2018 o surfista luso despediu-se do evento na Ronda 2 ao ser eliminado pelo australiano Adrian Buchan e pelo sul-africano Michael February, respetivamente, terminando a etapa com um 25º lugar.

O surfista luso prepara-se agora para competir na próxima e última etapa da perna australiana do CT, o Rip Curl Rottnest Search presented by Corona, que tem uma janela de espera de 16 a 26 de Maio.

Outra eliminação do evento inesperada foi a do bicampeão mundial Gabriel Medina.

 

 

Gabriel Medina Foto:WSL/Dunbar

 

 

Juntamente com o havaiano Seth Moniz, o surfista brasileiro surfou num dos heats mais renhidos da Ronda, o Heat 5, mas no final foi o havaiano que levou a melhor com um total combinado de 9.84 passando aos quartos-de-final por uma diferença de 0.31 pontos do total combinado de Medina, 9.53 (em 20 possíveis).

Outra  prestação brasileira que deu que falar foi a de Ítalo Ferreira.

 

 

Ítalo Ferreira Foto:WSL/Dunbar

 

 

O atual campeão mundial competiu com o seu conterrâneo Caio Ibelli no Heat 7 e fez duas excelentes ondas, pontuadas com 8.17 e 8.40 pontos, que lhe renderam o maior total combinado da Ronda, 16.57 pontos. Com esta prestação Ítalo está agora nos quartos-de-final e irá enfrentar outro surfista brasileiro -Filipe Toledo - quando a competição retomar.

 

   

John John Florence Foto:WSL/Dunbar

 

 

John John Florence, que deu início à competição ontem ao enfrentar o brasileiro Peterson Crisanto, também assegurou a sua passagem aos quartos-de-final. O bicampeão mundial havaiano venceu confortavelmente com um total combinado de 13.50 pontos, eliminando o brasileiro que, com o seu total de 8.97, saiu do evento com um 9º lugar, igualando a sua posição na primeira etapa do tour.

John John Florence prepara-se agora para competir com o californiano Griffin Colapinto quando a competição retomar.

O evento está agora em stand by e tem nova chamada dia 8 (sábado) às 00:15 no horário de Portugal.

 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top