Foto:DanWarbrickPhoto2018 Foto:DanWarbrickPhoto2018

Itens relacionados

segunda-feira, 08 fevereiro 2021 10:13

Rip Curl Pro Bells não será realizado na Páscoa pela primeira vez em 60 anos

Após inação do governo....

 

O Rip Curl Pro Bells Beach, evento australiano do Championship Tour (CT), não irá abrir a perna australiana do CT como esperado, tendo sido substituído pela recém criada etapa Newcastle Pro.

O evento, tradicionalmente realizado no fim de semana da Páscoa, não será realizado como previsto uma vez que o governo estadual não aprovou os planos de receber um voo que transporta os competidores internacionais e providenciar quarentena para os atletas.

Os atrasos na decisão sobre se o transporte dos atletas para Victoria seria permitido forçaram os organizadores do evento a contornar Bells Beach, o lar da competição nos últimos 60 anos, e realizar a primeira etapa da perna australiano do CT em Newcastle.

Segundo um porta-voz da WSL disse ao jornal australiano The Age, o governo estava ocupado com os planos de colocar os jogadores de ténis em quarentena para o Open da Austrália para dar uma resposta a tempo, o que levou a WSL a mover a competição para Newcastle.

“O governo de Victoria não nos deu a garantia de aterrar o avião e entendemos e respeitamos essa posição, pois precisávamos de uma resposta no momento em que a questão do ténis se estava a desenrolar no início de janeiro, o que, claramente, seria um desafio”, disse o porta-voz da liga ao The Age.

“Nós entendemos a razão porque aterrar o nosso avião no meio de todos os problemas do ténis não foi possível, mas precisávamos de uma solução para que o nosso desporto continuasse vivo em 2021 e tivemos a sorte de Nova Gales do Sul nos ter providenciado isso num prazo extremamente curto. ”

O cancelamento da etapa de Bells Beach deixou a comunidade local insatisfeita com a posição do governo, uma vez que a não realização do evento se traduz numa perda de receita de milhões de dólares.

A senadora Sarah Henderson criticou o governo estadual por não permitir a entrada de 120 surfistas e tripulantes, apesar de fazer acordos especiais para centenas de equipas de ténis.

“A perda deste grande evento turístico e desportivo é uma vergonha internacional e causará cerca de 10 milhões de dólares em danos económicos à nossa região”, escreveu Henderson no Facebook.

Segundo um porta-voz do governo de Victoria, as autoridades estaduais ainda estão em negociações com a WSL e continuam com esperançosa de ter um evento em Bells Beach este ano.

“Continuamos a trabalhar com a World Surf League nos planos para o Rip Curl Pro e teremos mais a dizer no momento oportuno.”

O mayor de Surf Coast Shire, Libby Stapleton, disse à ABC Radio Melbourne que o facto da competição ter sido transferida para Newcastle é "decepcionante" mas que há esperança de que Bells Beach possa receber uma parte diferente do tour ainda este ano.

"Nada ainda foi confirmado em relação ao evento de Bells nesta fase. Não é preciso dizer que não vai ser realizado na Páscoa, mas estamos a analisar as opções disponíveis."- disse o mayor Libby Stapleton.

 

Perfil em destaque

Scroll To Top