Griffin Colapinto durante a etapa do  Tahiti Pro Teahupo'o    Foto: Matt Dunbar/WSL via Getty Images Griffin Colapinto durante a etapa do Tahiti Pro Teahupo'o Foto: Matt Dunbar/WSL via Getty Images
segunda, 16 dezembro 2019 08:54

TAHITI IRÁ RECEBER ELITE DO SURF NAS OLIMPÍADAS DE PARIS EM 2024

Após ter sido escolhida entre as 6 propostas apresentadas...

 

A organização dos Jogos Olímpicos de Paris escolheu a ilha da Polinésia Francesa para hospedar o surf  devido à consistência de ondas no Tahiti durante os meses de verão, em oposição às praias da costa francesa que também tinham sido submetido as suas propostas para receber a elite mundial de surf em 2024.

Os 15,700 quilómetros que separam o Tahiti da capital francesa foi, inicialmente, visto como um entrave, devido à grande distância e ao facto de não ser uma escolha amiga do ambiente em termos da pegada de carbono, uma vez que um voo de Paris à Polinésia tem uma duração de 20 horas, mas segundo o The Guardian essa preocupação foi  descartada sob o argumento de que apenas 48 surfistas competiriam - 24 homens e 24 mulheres - e alguns viriam da Austrália ou da Nova Zelândia, portanto não precisariam viajar muito. Cerca de 1.500 espectadores podem ser atendidos, o que é pensado para ser 10 vezes menor do que o número que teria assistido ao surf em Biarritz ou Lacanau, na costa oeste.

Teahupo'o que, segundo o comité de Paris disse, tem "uma das ondas mais bonitas do mundo", tem sido o palco de uma das mais entusiasmantes etapas do circuito mundial de surf, o Tahiti Pro Teahupo'o, mas a etapa acolhe apenas o circuito masculino, o que, segundo o canal france24, é uma escolha controversa uma vez que as ondas são consideradas perigosas para as surfistas femininas. No entanto a organização afirmou que contornaria a situação com uma programação cuidadosa.

"Podemos colocar as mulheres a competir numa hora do dia em que as ondas são menos poderosas", disse Lionel Teihotu, presidente da federação de surf do Tahiti.  "Temos formas de planear isso agora e permitirá que as mulheres também surfem em Teahupo'o ".

A escolha do Tahiti para receber o surf nas Olimpíadas de Paris em 2024 é uma lufada de ar fresco após a controvérsia sobre a estreia do surf nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020, que tem gerado uma polémica discussão sobre a qualidade de ondas que o Japão poderá vir a oferecer na estreia olímpica do surf já no próximo ano.


Perfil em destaque

Scroll To Top