banner topf
terça, 29 outubro 2019 14:46

OS SURFISTAS OFICIALMENTE QUALIFICADOS PARA OS OLIMPICOS ATRAVÉS DO CT

Ao chegarmos ao fim da temporada...

Com a aproximação das últimas etapas do Championship Tour (CT) da World Surf League (WSL) que irão decorrer em Novembro e Dezembro no Havai, a corrida às vagas Olímpicas torna-se cada vez mais intensa.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020 irão dar a oportunidade a 20 homens e 20 mulheres de competir na estreia olímpica do surf e o ranking  do CT, o principal evento de qualificação olímpica, determina quais os 10 homens e 8 mulheres que se qualificarão, sendo que existem apenas duas vagas disponíveis por país.

Até ao momento, oito atletas de 6 países já se qualificaram através do CT.

 

FRANÇA

Feminino - Johanne Defay

Masculino - Jeremy Flores

 

Jeremy Flores  Foto: Rita Neves

 

Johanne Defay Foto: WSL/Poullenot

 

BRAZIL

Feminino - Tatiana Weston-Webb

 

Tatiana Weston-Webb Foto: WSL/Poullenot

 

EUA

Masculino - Kolohe Andino

 

Kolohe andino Foto: WSL/ Damien Poullenot

 

 

JAPÃO

Masculino – Kanoa Igarashi

 

Kanoa Igarashi Foto: WSL/ Cestari

 

 

ÁFRICA DO SUL

Masculino – Jordy Smith

 

Jordy Smith Foto: WSL/ Damien Poullenot

 

 

 AUSTRÁLIA

Feminino - Sally Fitzgibbons e Stephanie Gilmore

 

Stephanie Gilmore Foto: WSL / MATT DUNBAR

 

Sally Fitzgibbons Foto: WSL / Cestari

 

 

Enquanto a disputa pela segunda vaga olímpica americana masculina faz crescer o entusiasmo dos fãs por voltar a ver o havaiano John John Florence competir em Pipeline e a lutar com Kelly Slater, a etapa feminina que se realizará em Maui também promete muita ação com três surfistas na corrida à vaga feminina. Carissa Moore, Lakey Peterson e Caroline Marks irão certamente deixar-nos colados a ver a etapa, pois para além de estar em jogo o título de Campeã Mundial está também quais as duas surfistas que irão representar a bandeira americana em Tóquio.  

Os surfistas brasileiros Gabriel Medina, Filipe Toledo e Italo Ferreira também irão para Pipeline com uma grande tarefa em mãos pois todos eles estão em posição de conquistar o título mundial e as duas vagas masculinas, uma vez que apenas Tatiana Weston-Webb assegurou até ao momento uma vaga olímpica para o Brasil.

Já para os australianos, Owen Wright é o melhor classificado no ranking situando-se em 7ºlugar e a uma distância de mais de 5000 pontos de Julian Wilson que ocupa o 11º, o que deixa a luta pela segunda vaga entre Wilson, Ryan Callinan e Wade Carmichael.

Muito poderá ser decidido no Havai na última etapa feminina, o Hawaii Pro que terá inicio a 25 de Novembro em Maui e na última etapa masculina, o Billabong Pipe Master, que reunirá os surfistas de elite em Pipeline a 8 de Dezembro, pelo que só nos resta esperar para ver!

Perfil em destaque

Scroll To Top