banner topf

Itens relacionados

domingo, 27 outubro 2019 10:36

AS CONTAS PARA A CONQUISTA DO TÍTULO DE CAMPEÃO MUNDIAL

Após a etapa portuguesa...

Após a vitória do surfista brasileiro Italo Ferreira ontem em Peniche na etapa do Meo Rip Curl Pro, a penúltima do Championship Tour (CT) da World Surf League (WSL), e a sua subida à liderança do ranking, há neste momento cinco candidatos ao título mundial masculino; os brasileiros, Italo Ferreira, Gabriel Medina, Filipe Toledo, o sul-africano Jordy Smith e o americano Kolohe Andino.

 

Italo Ferreira no último dia da etapa portuguesa do CT Foto: WSL/ Poullenot

 

Eis os cenários para a corrida ao título de Campeão Mundial em Pipeline:

 

-Se Italo Ferreira vencer o Billabong Pipe Masters, ele conquista o título mundial;

- Se Italo Ferreira ficar em 2º lugar, Gabriel Medina e Filipe Toledo precisam de um 1º lugar para roubarem o título mundial a Italo Ferreira;

- Se Italo Ferreira ficar em 3º lugar, Medina precisa de ficar em 2º e Filipe Toledo e Jordy Smith em 1º ;

- Se Italo Ferreira ficar em 5º lugar, Gabriel Medina precisa de ficar em 3º, Filpe Toledo em 2º e Jordy Smith em 1º;

- Se Italo Ferreira ficar em 9º, Gabriel Medina precisa de ficar em  5º, Filipe Toledo em 3º, Jordy smith em 2º e Kolohe Andino em 1º;

- Se Italo Ferreira ficar entre 17º e 33º, Grabriel Medina e Filipe Toledo precisam de um 9º lugar, Jordy Smith de um 5º e Kolohe Andino um 2º.

 

No lado feminino há três candidatas ao título mundial; a havaiana Carissa Moore e as americanas Lakey Peterson e Caroline Marks.

 

Carissa Moore poderá conquistar o seu 4º título de Campeã Mundial em Maui, Havai Foto: WSL/Masurel

 

- Se Carissa Moore vencer em Maui, conquista o título mundial;

- Se Carissa Moore ficar em 2º lugar, Lakey Peterson precisa de ficar em 1º para roubar o título mundial a Carissa Moore;

-Se Carissa Moore ficar em 3º lugar, Lakey Peterson precisa de ficar em 2º e Caroline Marks ficar em 1º;

-Se Carissa Moore obtiver um 5º , 9º ou 17º, Lakey Peterson precisará de ficar em 3º e Caroline Marks em 2º para forçar um “surf off” de forma a desempatar e decidir a Campeã Mundial em Maui.

 

A temporada do CT de 2019 culminará no Havai com o Hawaii Pro para as mulheres, de 25 de Novembro a 6 de Dezembro, e o Billabong Pipe Masters para os homens, de 8 a 20 de Dezembro.

Perfil em destaque

Scroll To Top