banner topf

Itens relacionados

segunda, 15 julho 2019 13:47

O IMPACTO DO PLÁSTICO NO FUTURO DO SURF

Grande parte dos plásticos acaba nos oceanos...

e se esta realidade não mudar, a comunidade do surf vai sentir o seu impacto nos próximos anos.

A preocupação com praga do plástico e os seus efeitos nos oceanos é cada vez maior e há razões para tal.

A poluição feita pelos plásticos descartados afeta espécies marinhas, a saúde humana e a economia. Embora os governos já tenham dado passos importantes para limitar o uso de sacos plásticos, como foi o caso da taxa sobre os sacos plásticos leves em Portugal em 2015, muito ainda tem de ser feito para mudar a triste realidade em que vivemos.

Segundo o site do Parlamento Europeu, os artigos descartáveis de plástico, tais como talheres de plástico, garrafas de bebida, beatas de cigarros ou cotonetes, são o maior grupo único de resíduos encontrados nas margens do mar representando quase metade de todo o lixo marinho.

Estes resíduos inundam os nossos mares estimando-se que mais de 150 milhões de toneladas de plástico estejam a boiar nos Oceanos.

Um estudo divulgado em 2016 pela Fundação Ellen MacArthur, tendo como um dos autores o oceanógrafo e cientista do clima Ben McNeil, refere que todos os anos 8 milhões de toneladas de plástico acabam nos Oceanos (o equivalente a um camião do lixo por minuto) e que a proporção de toneladas de plástico relativamente ao peixe existente tem vindo a aumentar drasticamente.

Segundo o relatório, a proporção entre as toneladas de plástico e as toneladas de peixe registadas nos oceanos será de um para três em 2025 e em 2050 irá evoluir de um para um.

Este poderá ser um triste cenário que afectará o surf, como nos mostra o vídeo que te trazemos hoje.

Espreita o vídeo abaixo e faz parte da mudança para bem dos oceanos e do futuro do surf. 


Perfil em destaque

Scroll To Top