Ondas poderão ser mais energéticas no futuro. Ondas poderão ser mais energéticas no futuro. Foto: Ray Collins

Itens relacionados

terça, 15 janeiro 2019 12:19

Oceanos mais quentes produzem ondas com mais energia

O tema do aquecimento global volta a captar a atenção… 

 

As últimas semanas vividas por Portugal, carregadas de Sol, ondas e vento offshore, são algo pouco comum por tanto tempo. Por esse motivo, há dias, pedimos a um expert na matéria que nos explicasse a causa

 

Hoje acordámos com a revelação de um novo estudo por parte de investigadores da Universidade da Califórnia, em Santa Cruz, que basicamente nos diz que há uma relação direta de causa-efeito entre a temperatura dos oceanos e a energia das ondas.

 

Ora, nós sabemos que as grandes tempestades causam ondas grandes e que estas são, na verdade, um intrincado e complexo sistema de variadas coisas. Mas neste caso o que nos é revelado é algo diferente. Na prática, o que nos é dito é que o aquecimento dos oceanos gera ondas maiores, com mais energia. 

 

O oceano e o clima estão tão intimamente ligados que poderiam ser considerados uma só entidade. As correntes ao redor do globo afetam o clima e vice-versa. O aquecimento e o arrefecimento afetam ambos e, bem, vice-versa novamente. Quanto mais quente é a água, mais evaporação existe e mais energia é libertada para a tempestade. É isso que nos diz este estudo que encontrou uma ligação entre o aquecimento dos oceanos e as ondas grandes. 

 

“Pela primeira vez, identificámos um sinal global do efeito do aquecimento global no clima das ondas”, começa por dizer Borja G. Reguero, o responsável máximo pelo estudo, acrescentando que “na verdade, a energia das ondas aumentou globalmente em 0,4% ao ano desde 1948, e esse aumento está correlacionado com o aumento das temperaturas da superfície do mar, tanto globalmente quanto por regiões oceânicas.”

 

A energia que é transferida do vento para as ondas é simplesmente denominada de “energia das ondas” e a equipa de investigadores estudou a ligação entre a energia das ondas e as temperaturas da superfície do mar. “Os resultados indicam que o aquecimento do oceano, consequência do aquecimento global antropogénico, está a mudar o clima global das ondas, tornando-as mais fortes”, pode ler-se. 

 

A ideia de que as ondas passam a ter mais energia e poderão ser maiores no futuro pode deixar a comunidade do surf animada e francamente empolgada numa primeira leitura, mas vale sempre lembrar que, em conjunto com o aumento do nível do mar e a crescente frequência de tempestades, os estragos nas comunidades situadas junto à costa poderão ser incalculáveis num futuro próximo. 

 

aqui o resultado do estudo (completo). 

 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top