Itens relacionados

sexta, 10 outubro 2014 18:35

GARRETT MCNAMARA. “PORTUGAL PARECE A CALIFÓRNIA E DEPOIS TEM AS ILHAS COMO SE FOSSE O HAVAI”

Está tudo pronto para a Nazaré.

 

 

Não tarda para que Portugal esteja na boca do mundo com o projeto McNamara Surf Trip, promovido pelo Turismo de Portugal. Durante 21 dias, o big rider norte-americano correu o país de norte a sul e ilhas para surfar e descobrir o que há de melhor no país de Camões, com o objetivo de produzir vídeos que divulguem internacionalmente as suas escolhas pessoais do que melhor o país tem para oferecer. “Toda a costa portuguesa faz lembrar a costa californiana e as ilhas fazem lembrar o Havai”, disse hoje durante a conferência de imprensa, que teve lugar em Carcavelos, e que serviu para a apresentação do primeiro vídeo da sua viagem.

 

Sendo o local de eleição a Nazaré (não tivesse sido lá que surfou a sua maior onda), o atleta de 47 anos, confessou à Surftotal o entusiasmo pela Madeira. “A Madeira tem tantas ondas boas, muitos reef breaks.. Está longe o suficiente das tempestades com vento offshore, o que faz com que seja o ideal para surfar.”

 

Produzido pelos irmãos BRO, com a captação fotográfica de André Carvalho, o projeto McNamara Surf Trip pretende atrair mais turistas através do olhar de um surfista. De acordo com os dados divulgados pelo Turismo de Portugal, no total de 2,7 milhões de pesquisas na internet sobre surf desde setembro de 2013, 7,3 (201 mil) são sobre Portugal, o que coloca o país no topo do ranking da Bloom Consulting. “Estes resultados são o culminar de um trabalho de promoção iniciado com as ondas grandes da Nazaré, com o Garrett McNamara e continuado com uma série de iniciativas que levaram Portugal a esta posição de principal destino de surf da Europa”, referiu João Cotrim de Figueiredo, presidente do Turismo de Portugal.

 

Mas não foram apenas as ondas que Garrett ficou a conhecer. A gastronomia e cultura já fazem parte de si e da sua família, que também mergulhou na viagem. De tudo o que provou, tem a certeza que não gosta de caracóis. “Sabem a xixi [risos]. Não me perguntes como é que eu sei isto [Mais risos]. No geral é tudo espectacular”, contou, frisando que há uma particularidade no nosso país que o desagrada e por isso, lança o alerta. “Acho que deve haver mais consciência no que toca ao ambiente. Os cigarros, por exemplo, devem ser colocados no cinzeiro e não no chão ou na praia. Acho que a única coisa que diria para influenciar as pessoas é para pararem de fumar.” Aviso feito.

Quando perguntamos o que prefere, se o Havai ou Portugal, McNamara ainda hesita, mas o coração é português e, segundo o próprio, o filho foi feito na Nazaré. “Quando estou no Havai quero estar em Portugal. Estou em Portugal e penso no Havai. Gosto dos dois locais, mas acho que hoje em dia estou mais ligado a Portugal.”

Quanto à Nazaré já está tudo tratado. “Tenho aqui a equipa toda, o meu parceiro havaiano Kealii Mamala, o Andrew Cotton, o Hugo Vau, um amigo de Santa Cruz Sérgio Cosme, que também está a trabalhar connosco. Tudo pronto para esta época”, garantiu-nos.

 

Enquanto a ação não acontece, os filmes da Surf Trip vão ser divulgados na internet e redes socias.

 

Por Beatriz Silva 


Perfil em destaque

Scroll To Top