banner topf
segunda, 24 fevereiro 2014 17:35

WCT 2014: LET THE GAMES BEGIN... MAS COM TODOS ATÉ AO FIM!

A importância de um programa de prevenção ativa de lesões.

 

A cinco dias do início do World Tour, na 1a etapa a ter lugar na Goald Cost, de 1 a 12 de março, todos os 34 surfistas que compõem o Tour estão prontos para mais um ano de ondas de sonho! Mas nem tudo é cor-de-rosa na vida destes gladiadores dos mares, pois para além de treinos intensos, horas de viagens e jet-lags, não estão imunes às infames lesões. Estão em causa preciosos pontos para o cada vez mais disputado ranking, prize-moneys, e acima de tudo, a sua integridade física, que poderá determinar a continuidade em prova... e no restante ano do Tour.

 

Recordemos então 2013, no que diz respeito a lesões (ver tabela abaixo). Os números são no mínimo assustadores, pois em 34 atletas que compõem o Tour, 12 deles estiveram lesionados, por um período médio de 3 meses.

 

Para além disso, devido a lesão, 3 surfistas perderam pelos menos 2 etapas e outros 3 (Tiago Pires, Owen Wright e Glen Hall) terminaram a sua época competitiva precocemente.

 

Os dados indicam-nos também que a região do corpo mais afectada por lesão foi o tornozelo/pé (6 surfistas), seguida do joelho (3 surfistas), coluna vertebral (2 surfistas) e ombro (1 surfista).

 

Estes dados remetem-nos para a ideia de que o surf está a tronar-se um desporto de alto impacto sobre as estruturas osteo-articulares, talvez devido à sua crescente componente aérea, e à radicalidade/ maior nível de risco a que os surfistas se submetem (ex. Freesurf/ expression sessions).

 

Não é segredo para ninguém que um surfista se torna cada vez mais completo e comete menos erros, através do número de horas que passa na água a surfar, a repetir e treinar novas manobras, a aperfeiçoar o gesto técnico.

 

Mas porque uma coisa é ter o azar de cair e cortar um pé no reef e ficar fora de água umas semanas, e outra é fazer uma rutura de ligamentos e ficar impedido de competir durante uns meses, já todos os “grandes 34” perceberam que não podem facilitar no que diz respeito à prevenção de lesões. São até cada vez mais frequentes os vídeos que mostram este surfistas a treinar dentro e fora de água.

 

Os surfistas de topo estão constantemente a levar ao limite as suas performances, tentando ser mais rápidos, mais fortes, mais ágeis, voar mais alto... Tudo isto coloca sobre stress as estruturas músculo-esqueléticas para além do fisiológica e biomecanicamente aceitável. E isso terá, mais cedo ou mais tarde, um preço...

 

Se há lesões que são “fruto do azar”, porque o surf é um desporto em que muitas das variáveis não são passíveis de ser controladas (correntes, marés, ventos, tipo de fundo), existem também outras que dependem da “vontade” do surfista (tempo de surf acumulado – fadiga muscular, diminuição do tempo de reação...) e do risco que está disposto a correr (tempo de exposição – hipotermia, hipertermia, desidratação...).

 

Mas a base deverá assentar num programa de prevenção ativa de lesões, que o Fisioterapeuta poderá conceber especificamente para os objetivos do surfista em causa, visando a proteção e o reforço das principais estruturas osteo-articulares e musculares envolvidas nas diferentes manobras executadas no surf.

 

O circo está de volta, e já estávamos todos com saudades. Esperemos que todos os Gladiadores se mantenham na Arena até ao fim!

   

 

LESÕES NO WCT em 2013

 

Atleta

Lesão/ Local prática

Tempo Lesionado

Tempo fora do WCT

Jadson André

Joelho / Competição

2 meses

Falha etapa seguinte

JJ Florence

Entorse Tornozelo / Exp.Session

2 meses

Falha etapa seguinte

Gabriel Medina

Entorse Tornozelo  / Competição

(13º lugar)

13º lugar etapa seguinte

Miguel Pupo

Entorse Tornozelo  / Free surf

3 meses

Falha 2 etapas seguinte

Fred Patacchia

Entorse Tornozelo  / Competição

3 meses

Falha 3 etapas seguinte

Owen Wright

Coluna Lombar / Competição

6 meses…

Fim de época WT

Tiago Pires

Rutura Ligamento Joelho / Freesurf

6 meses…

Fim de época WT

Glenn Hall

Fratura L2, L3, L4 / Competção

2  ½ meses

Fim de época WT

Jeremy Flores

Corte pé / Competição

1 ½ mês.

             x

Dusty Payne

Rutura Ligamento Joelho / Freesurf

4 meses

Falha 4 etapas seguinte /Tour

Jordy Smith

Fascíte Plantar +rutura ligamento tibial /Competição

2 meses

Falha etapa seguinte

Kierren Perrow

Luxação+Fratura Ombro / Competição

4 meses

Última participação evento WCT

 

© Pedro Seixas/ SURFISIO® (2014)

 

 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top