Francisco Areosa viu espontâneamente no surf uma oportunidade para melhorar significativamente a sua vida. Francisco Areosa viu espontâneamente no surf uma oportunidade para melhorar significativamente a sua vida.

Itens relacionados

quinta, 06 fevereiro 2020 08:27

SURFISTAS E EMPREENDEDORES PELO MUNDO - FRANCISCO AREOSA / BALI

Abriu recentemente o Village em Bali. Em frente à onda de Impossibles...

 

A nova rúbrica Surftotal de nome "Surfistas e empreendedores", começa hoje e tem como objetivo dar a conhecer pessoas que devido à prática do surf mudaram de alguma forma o seu percurso e com o objetivo de praticarem também o surf continuadamente, acabaram por encontrar naturalmente uma logica superior de existência em que o empreendedorismo e o surf caminham lado a lado e os levam a alcançar algo mais nesta aventura da Vida.

O nosso primeiro convidado desta rubrica é o Português Francisco Areosa, surfista, ex actor e agora empreendedor. Francisco arriscou tudo e largou Lisboa para ir viver para Bali, ali juntamente com o seu amigo e sócio Tiago Mariz abriu um espaço hoteleiro com 25 quartos virado para surfistas e não só. Este espaço de nome Village Bali fica em frente à famosa onda de Impossibles no Bukit em Bali.

 

 

 

"Provavelmente se não fosse o surf não vivia na indonésia."

 

 

 

*Francisco a desfrutar da onda de Impossibles.

 

Surftotal:Francisco conta-nos um pouco sobre como o surf entrou na tua vida?

Francisco Areosa: O surf entrou na minha vida quando tinha 12 anos na praia do Malhão e peguei na prancha do meu irmão Duarte uma Killer Fish, esta prancha tinha sido do Bizuka. Lembro-me que foi uma direita e como já fazia bodyboard cortei logo a onda.

 

 

 

"Comecei esta aventura com 800 euros

na conta e sem bilhete de regresso"

 

 

 

*Francisco e Tiago(sentados no banco) durante a cerimonia tradicional Balinesa durante a abertura do Village Bali.




Qual o espaço que o surf ocupa actualmente no teu dia a dia?
Tento surfar todos os dias pelo menos uma vez. Por vezes a vida não deixa, mas sou um felizardo, e sei que tenho uma outra oportunidade no dia a seguir.

É um espaço/momento que consideras importante, ou fundamental? Porquê?
Tem obviamente a componente de exercício, mas é muito mais que isso, é a minha forma de conviver ou de meditar ou de me relacionar com os meus pares. Com o objetivo sempre de surfar melhor, com mais linha e com mais power.
É um momento onde não atendo telefones,respondo a emails ou dou recomendações, é um momento para mim, que por vezes partilho com os meus hóspedes.

Consideras que este projecto e também ser empreendedor na área em que trabalhas hoje em dia se deveu muito ao surf? Ou foi activado pelo surf? Podes explicar por favor?
Sim e não, o quero dizer é que provavelmente se não fosse o surf não vivia na indonésia, mas a Villa Gula e o Village Bali são consequências de um trabalho de 4 anos combinado com 5 anos do meu sócio Tiago Mariz, que não faz surf, (acredita eu tentei) de sermos gerentes de boutique hotéis. BoHo Bingin Beach e Sal Secret Spot respectivamente.

 

 

"Tento surfar todos os dias pelo menos uma vez.

Por vezes a vida não deixa, mas sou um felizardo."

 

 

 

 

*A alegria reina no dia à dia de Francisco!




Sobre este teu projeto, podes-nos contar o teu trajecto e como decidiste embarcar neste negócio?
Bom, onde começar... Eu trabalhava como ator em Portugal, um dia por motivos vários, decidi que queria ter uma vida diferente. Convidado pela minha namorada na altura para vir para Bali. O plano era viver aqui 1 ano, tirar o curso de professor de surf e irmos viver para a Australia. Eu tirei o curso, ela foi para a Austrália e eu fiquei em Bali. Comecei esta aventura com 800 euros na conta e sem bilhete de regresso. Sem saber bem o que ia acontecer. Passei os primeiros 6 meses a comer nasi goreng(prato local barato)e a viver numa casa partilhada que pagava 40 euros pelo meu quarto ao mês.

Surfei 2 vezes por dia com a minha Rusty 5.6 (as pranchas aqui são baratas especialmente em 2a mão porque a malta quer voar de volta e por vezes não tem mais espaço porque compraram uma prancha nova e vendem as pranchas ao desbarato) na altura nada mais me importava surf surf surf. Mas mesmo assim só os 800 euros não chegavam, tive a sorte que me renovaram os direitos de um anuncio da cerveja Sagres, e ai sim consegui viver mais descontraído ate encontrar trabalho no BoHo Bingin Beach.

 

 

 

"O Village é um boutique hotel,

com um design moderno e um serviço familiar."

 

 

 

 

* Village/Bali - Vista exterior

 

 

"Passei os primeiros 6 meses a comer

nasi goreng(prato local barato)"

 




Conta-nos um pouco sobre o conceito deste resort?
O Village é um boutique hotel, com um design moderno e um serviço familiar, com o objetivo de fazer os hospedes sentirem se em casa. A 2 minutos a pe do pico de Impossibles, Padang Padang e Bingin. Nao é para o surfista que esta aqui a contar trocos mas tambem nao somos caros. Temos pequeno almoco incluido no valor do quarto que ronda os 60euros/noite. Piscina, wifi, a.c mini bar etc...

É muito virado para o público do surf?
Dá para tudo, ou seja, os surfistas estão em cima de uma das ondas mais cobiçadas do mundo, e tem um design e um conforto que as namoradas querem ficar porque também é muito "instagramable". A onda em frente chama-se Impossibles, é um dos picos mais famosos do Bukit.

Como é o surf nessa onda?
Como o nome indica, tem que estar boas condições para não ser "impossibles", normalmente mais que 1 metro para se ver o verdadeiro potencial desta onda, tem 3 seccões que quando esta "possibles" dá para 2 tubos e várias manobras. Uma onda rápida tubular e com espaço para umas boas batidas.

*Village Bali - Vista de um quarto

 

 

"Deixem também em casa o fato, que aqui não é preciso

e acreditem é a melhor sensação do mundo."

 

 



Há outras ondas próximas?

Podes remar para Bingin, ou Padang Padang desde a praia de Impossibles.


Queres dizer algo mais?
Obrigado pela oportunidade, venham para Bali  com pica para surfar, mas tenham em atenção que não é a nossa terra, e aqui temos que respeitar os locais, a terra, cultura e o ambiente.

Deixem também em casa o fato, que aqui não é preciso e acreditem é a melhor sensação do mundo. Agua quentinha e ondas perfeitas. É possivel e não é muito mais caro que ir de férias para o Algarve.

 

 Pôr do Sol em Impossibles

 

Contactos Village Bali:

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Village reception tel : +62 812-3811-5292

@village_bali

 

 

 

Perfil em destaque

vimeo

 

 

Scroll To Top