João Pessanha, 22 anos, um dos fotógrafos que podemos encontrar na zona de Lisboa. João Pessanha, 22 anos, um dos fotógrafos que podemos encontrar na zona de Lisboa. Foto: JP

Itens relacionados

sexta, 08 junho 2018 13:31

O Raio X de João Pessanha

Mais um fotógrafo que nos conta o que o move neste meio…

 

Continuamos a dar espaço a talentos e imagens de novos fotógrafos de surf. Por esse motivo, optámos por revelar esta sexta-feira um novo Raio X. João Pessanha é um dos fotógrafos que podemos encontrar pelas praias da Grande Lisboa e que nos conta já de seguida o que o move no meio da Fotografia.

Fica a conhecer então o seu trabalho…

 

Todas as imagens de João Pessanha | Instagram

 

Antes de mais faz-nos uma apresentação pessoal…

Olá, sou o João Pessanha. Sou estudante, tenho 22 anos e vivo em Lisboa.  Desde que nasci que passo férias na Costa de Caparica, num parque de campismo em frente à praia, e foi aí que cresceu a minha paixão pelo mar. Comecei a praticar desportos de ondas, bodyboard, surf e mais tarde tornei-me nadador-salvador. Há cerca de 7 anos comprei uma GoPro e comecei a fotografar os meus amigos dentro de água, fora de água fotografava com uma Olympus emprestada pelo meu pai. O meu interesse pela fotografia começou aí e desde então que vou investindo em material fotográfico e estou sempre a tentar aprender mais sobre esta arte, seja com a troca de experiências com amigos fotógrafos, seja a pesquisar na internet sobre assunto. 

 

 

O que mais te motiva na fotografia...

O que mais me motiva na Fotografia é ter a capacidade de congelar momentos e mostrar o mundo segundo a minha perspetiva. Sou o tipo de fotógrafo que anda sempre com a máquina atrás, quer seja para uma surf trip, uma viagem urbana ou uma bike trip. Neste momento estou a planear com uns amigos uma viagem em BTT até Marrocos e, com certeza, vou levar a máquina às costas para fotografar a paisagem. 

 

 

Tens algum sítio preferido para fotografar?

Os meus sítios favoritos para fotografar ficam, sem dúvida, na Ericeira pela variedade de ondas que oferece e pelo nível de surf. 

 

 

Que tema preferes e quais os teus fotógrafos favoritos?

O meu tipo de fotografia está diretamente ligado ao mar e aos desportos de ondas. Mas gosto bastante de fotografar paisagem e lifestyle. A nível internacional, admiro bastante a sensibilidade de Chris Burkard. A nível nacional há alguns anos que aprecio o trabalho de Hélio António e do Luís Bento. Para além destes, valorizo bastante o trabalho dos meus amigos que me cruzo constantemente no line up, como o André Hilário, Marco Rufino, Álvaro Fr, Nuno Batata e com quem partilho diversas ideias.

 

 

 

A lente que mais gostas?

A lente que mais gosto para fotografar dentro de água é a Tokina Fisheye 10-17mm F3.5-4.5

 

 

Qual a tua melhor fotografia de sempre?

Não considero ter uma melhor fotografia de sempre, mas uma das fotografias que mais gosto foi registada num dia de sol clássico na Ericeira com a água cristalina em que fotografei o João Kopke à sombra de um grande tubo. 

 

 

O que faz de ti um fotógrafo diferente?

Eu não me considero um fotógrafo diferente, mas acho que o que me distingue talvez seja a adrenalina que me dá fotografar em condições extremas. Já apanhei os meus sustos, como andar a rebolar nas rochas com a caixa estanque, na Ericeira, ou ser puxado pela corrente na Praia do Norte, mas é assim que se ganha experiência e nestas situações o mais importante é manter a calma.

 

 

Um sítio onde gostavas de fotografar?

À semelhança de qualquer fotógrafo de ondas gostaria bastante de ir à Indonésia. 

 

--

Aproveita e vê o Raio X anterior, aqui

 

Perfil em destaque

vimeo

 

 

Scroll To Top