Um registo em Carcavelos, uma praia que conhece bem. Um registo em Carcavelos, uma praia que conhece bem. Foto: André Hilário

Itens relacionados

quarta, 21 fevereiro 2018 17:35

O Raio X de André Hilário

Fotógrafo emergente conta-nos o que o move neste meio… 

 

Continuamos a dar espaço a novos talentos e imagens e, por esse motivo, optámos por trazer esta quarta-feira um novo Raio X. André Hilário é um dos fotógrafos emergentes das praias da capital que nos conta já de seguida o que o move no meio da Fotografia. Fica a conhecer o seu trabalho: 

 

Todas as imagens de André Hilário Photo

 

Antes de mais, faz-nos uma apresentação pessoal…

Olá! Sou o André Hilário, tenho 22 anos, sou de Lisboa e fotógrafo de Surf e Bodyboard dentro de água.

 

 

O que mais te motiva na Fotografia?

O que mais me motiva é o prazer que me dá chegar a casa e ver as fotos de uma sessão que fiz. É sempre uma surpresa, normalmente agradável, saber que o que eu vi através do óculo da máquina ficou imortalizado.

 

Tens um sítio preferido para fotografar?

Gosto muito de fotografar na Ericeira, pela qualidade das ondas, pelo nível de surf e pelas cores que a água costuma ter.

 

 

Que tema preferes e quais os teus fotógrafos favoritos?

Surf e Bodyboard é no que me foco mais atualmente. No entanto, tenho fotografado também detalhes das ondas, e tenho gostado bastante deste tipo de fotografias.

Sigo atentamente o trabalho de alguns fotógrafos, destaco quatro que mais gosto dos registos e mais me inspiram: Diogo d’Orey (InWaterWeTrust), Philip Thurston (Thurston Photo), Morgan Maassen e Rodd Owen (Owenphoto). 

 

A lente de que mais gostas? 

Canon 17-55mm f/2.8, porque é uma lente versátil e tem uma definição de imagem incrível.


 

Qual a tua melhor fotografia de sempre?

Não julgo ter uma fotografia que seja a melhor, a melhor será sempre a próxima. Há fotografias que têm um significado especial, talvez pela dificuldade que possa ter tido numa certa sessão, como, por exemplo, estar no sitio certo para fazer boas fotos devido às correntes. A foto em cima é um exemplo disso mesmo, nos Supertubos, onde estavam agueiros fortes que me dificultavam bastante estar num bom sitio para fotografar. Conseguir esta foto foi especial para mim.

 

 

O que faz de ti um fotógrafo diferente?
Neste momento, penso que não faço nada que me diferencie de outros fotógrafos de água. Imortalizo e partilho o que tenho oportunidade de ver dentro de água e espero apenas que possa fazer despertar algum sentimento a quem vê os meus registos.

 

 

Um sítio onde gostarias de fotografar?

Em Portugal, sem dúvida, a Cave é a onda que mais gostava de fotografar, quer pelo ambiente quer pela adrenalina que deve ser desde entrar a ver de lado a onda, até sair. Acho que é desafiante e intimidador.

 

--

>> Aproveita e vê o Raio X anterior, AQUI

 

 

Perfil em destaque

vimeo

 

 

Scroll To Top