segunda-feira, 12 abril 2021 10:28

Resumo do Newcastle Cup e o fenómeno de Ítalo Ferreira

E a próxima etapa do CT, o  Narrabeen Classic...

O atual campeão mundial, Ítalo Ferreira (BRA), é agora o novo líder do ranking masculino do Championship Tour (CT) depois de derrotar o bicampeão mundial Gabriel Medina na renhida final do Rip Curl Newcastle Cup em Merewether, Austrália.

 

Depois de perder para Medina na primeira etapa do CT em dezembro, o Billabong Pipe Masters, Ferreira levou a melhor sobre o seu compatriota, conquistando a vitória do evento.

Na final, Ítalo combinou uma série de carves e batidas de backside e acrescentou um aéreo reverse conquistando 7.17 pontos (em 10 possíveis) que o colocou na liderança. A sua manobra de assinatura, um aéreo de backside de rotação completa, também lhe rendeu 7,77 pontos para a liderança que manteve durante a maior parte do heat.

Por sua vez Medina conquistou 8.60 pontos por três manobras consecutivas de backside, uma delas quase vertical, mas não foi o suficiente para superar a energia de Italo.

Ítalo Ferreira teve uma excelente performance durante a etapa. O atleta treinou bastante nas ondas de Merewether antes do início do evento e com esta vitória mostra estar focado em conquistar o seu segundo título mundial consecutivo em 2021.

 

 

Ítalo Ferreira Foto: WSL/Dunbar

 

 

Esta marca a sétima vitória do atleta de 26 anos no CT, que, a caminho da final, derrotou os brasileiros Filipe Toledo nas semifinais e Deivid Silva nos quartos-de-final.

Ítalo e Medina mostram mais uma vez ser duas grandes ameaças no circuito mundial de surf e a supremacia dos atletas brasileiros no tour.

 

 

Ítalo Ferreira e Gabriel Medina. Foto: WSL/Matt

 

 

A última vez que os dois atletas competiram numa final do CT foi em Dezembro de 2019 durante o Billabong Pipe Masters, evento que coroou Ítalo Ferreira campeão mundial.

Embora ambos os atletas lutem pelo título de campeão, mostram muito respeito um pelo outro. Ítalo referiu que adora surfar heats com Medina considerando-o uma máquina referindo ainda que o atleta puxa muito por si.

Medina, que historicamente tem lutado na sua campanha australiana, é agora também um atleta a observar nas próximas três etapas com uma vantagem de mais de 4.000 pontos sobre o ex-líder do ranking, John John Florence, que atualmente ocupa a terceira posição.

 

 

 

Ítalo Ferreira, um fenómeno a observar

Foto: WSL / Cait

 

 

Ítalo Ferreira é não só surfista que possui muito talento, mas também um guerreiro. O atual campeão mundial é um atleta batalhador que se tem auto superado ao longo da sua carreira desportiva. O surfista brasileiro alimenta-se de desafios, o que se tem vindo a refletir nos seus desempenhos e na sua evolução nos últimos dois anos, resultado da sua dedicação e trabalho.

Ítalo é um surfista humilde que mostra que com muito trabalho e muita vontade não existem obstáculos impossíveis de ultrapassar. Estas são as características que definem um verdadeiro campeão. O brasileiro mostra estar em excelente forma e ser um adversário difícil de bater, um pesadelo para Medina e John John Florence.

O atleta é um surfista sedento, sempre à procura de melhorar e mostrou-o durante esta etapa. Ítalo está a deixar o seu nome no tour tendo vindo a mostrar o seu domínio em vários tipos de condições de uma forma muito sólida, criativa e excitante de ver.

 

 

O atual ranking masculino do CT

Com a segunda etapa do CT finalizada, o ranking assiste agora a várias mudanças.

Ítalo destronou John John Florence atirando-o para o terceiro lugar atrás de Medina. O quarto lugar é agora partilhado por Jordy Smith, Kanoa Igarashi e Ryan Callinan, enquanto Morgan Cibilic, que teve uma excelente performance no evento, partilha o sétimo lugar com Filipe Toledo.

Por sua vez Kelly Slater ocupa o nono lugar enquanto Jeremy Flores, Deivid Silva e Leonardo Fioravanti ocupam o décimo lugar do ranking.

 

 

 

 

 

Rip Curl Narrabeen Classic, a próxima e Terceira etapa do CT

 

A caminho de um beach break predominantemente para a esquerda no Rip Curl Narrabeen Classic, a próxima e terceira etapa do CT, Gabriel Medina estará novamente em condições que mostrarão as suas capacidades de surf e sem dúvida exibirá o tipo de travessuras aéreas que lhe renderam um quase perfeito 9,70 na semifinal contra o australiano Morgan Cibilic.

Possivelmente poderemos voltar a ver uma nova batalha entre Medina e Ítalo na segunda etapa da perna australiana do CT, uma vez que as ondas de Narrabeen se encaixam no perfil de ambos os surfistas, mas o português Frederico Morais também poderá vir a ser um destaque na etapa.

Frederico Morais teve um bom começo no evento em Merewether. O surfista mostrou uma boa performance no Rip Curl Newcastle Cup mas cometeu um pequeno erro que fez a prioridade passar para Medina nos oitavos-de-final onde foi eliminado pelo atleta brasileiro.

Kikas saiu do evento com um 9º lugar e ocupa agora o 15º lugar no ranking.

Em Narrabeen o surfista tem a hipótese de chegar mais longe no evento uma vez que conhece bem este beach break onde competiu no World juniors.

 

 

Frederico Morais Foto:WSL/Dunbar

 

 

Frederico Morais apresenta um bom momento de forma e parece estar confiante tendo vindo a mostrar um bom surf nas suas sessões de freesurf, nomeadamente na componente do surf progressivo, o que poderá ser um fator chave para o sucesso do nosso representante português na próxima etapa do CT.

Este costuma ser um beach break consistente, e com uma janela de espera de 16 a 26 de Abril é possível assistirmos a boas ondas durante o Rip Curl Narrabeen Classic.

 

 

Itens relacionados

Perfil em destaque

Scroll To Top