68 Organizações nacionais reuniram-se em frente ao Zoomarine de Albufeira contra a exploração circense dos golfinhos quarta-feira, 03 agosto 2022 09:14

68 Organizações nacionais reuniram-se em frente ao Zoomarine de Albufeira contra a exploração circense dos golfinhos

Assinalam-se os 31 anos do início da exploração circense de golfinhos em Portugal.

 

 

 

Pelas nove da manhã de hoje, 68 organizações nacionais reuniram-se em frente ao Zoomarine de Albufeira para um evento contra a exploração circense de golfinhos em Portugal e a favor da sua reabilitação em Santuário na Natureza. Este evento assinala a data em que se completam 31 anos desta prática no país.

"A maneira como exploramos os seres mais inteligentes dos Oceanos revela muito sobre a nossa humanidade enquanto indivíduos e como nação", afirmou a Empty The Tanks, que lançou um comunicado a propósito do evento.

"Não estamos a pedir o fim da empresa ou a pedir a libertação imediata dos golfinhos. Muito pelo contrário", explicam. "Estamos a pedir a esta empresa que faça uma transição de um modelo de negócio obsoleto e cruel que é a exploração circense de golfinhos em Delfinário para um modelo de Reabilitação em Santuário na Natureza, sem habilidades circenses, sem música, sem palmas e sem paredes de cimento pintadas de azul".

 

 

Uma mudança inevitável 

 

Esta transição, segundo expõe o comunicado, já está em curso em outros países da Europa. É uma mudança "inevitável" e necessária para que "os golfinhos possam ter uma vida digna com apenas comportamentos naturais típicos da espécie na natureza, onde podem sentir finalmente os ritmos das marés, das ondas e ter muitos estímulos da biodiversidade marinha debaixo de água onde a espécie evoluiu durante 34 milhões de anos". 

 A Empty The Tanks argumenta que essa transição foi feita com sucesso com outras espécies que também eram exploradas em circo, como felinos e elefantes. "A reabilitação de golfinhos vítimas de cativeiro circense para Santuário na natureza também já é uma realidade já testada em mais de 8 países com grande sucesso", constatam. 

"Sabemos perfeitamente que dos 36 Golfinhos presos e explorados em Cativeiro circense em Portugal, 32 já nasceram presos e vitimas do cativeiro circense mas por experiência sabemos que são fortes candidatos a uma vida mais digna aquando reabilitáveis para Santuário na Natureza onde lhes pode ser devolvido o seu estatuto roubado, que lhes pertence por direito de nascença. O estatuto de animal selvagem que nunca escolheu ser explorado em cativeiro circense mas que infelizmente foi raptado da sua estrutura familiar, social e cultural para entreter turistas entediados e mal informados".

 

 

"O lado certo da História"

 

A Empty The Tanks apela ao Zoomarine para que se coloque "do lado certo da história", argumentando que a transição pode até "captar novos clientes com esta nova imagem mais ECO, mais verdadeira ao mesmo tempo que os golfinhos vão continuar a ter os mesmos cuidados médico veterinários de sempre com o mesmos tratadores de sempre em condições de vida mais digna e natural". 

Por fim, o comunicado deixa uma mensagem de cooperação: "Acreditamos que podemos trabalhar em conjunto com esta empresa numa solução em que todos ganham principalmente, num verdadeiro bem estar animal, para estes seres sencientes extraordinários que todos nós aprendemos a amar".

 

 

 

 

Itens relacionados

Scroll To Top