Quanto custa uma aula de surf em Portugal? Caparica Surf Lessons
sexta-feira, 03 setembro 2021 07:53

Quanto custa uma aula de surf em Portugal?

Análise da DECO Proteste comparou diferentes escolas.

 

É certo que já estamos em Setembro, mas ainda há um pouco de Verão pela frente, e nunca é tarde para irmos até à praia e vestirmos o fato pela primeira vez.

Numa análise da Deco Proteste, foram comparadas várias escolas de surf em Portugal, e os dados recolhidos podem ser úteis para quem está a planear experimentar umas aulas.

A análise concluiu que uma aula em grupo, a durar entre uma hora e meia e duas horas, pode custar entre 15 e 60 euros. Já os packs são opções em que se poupa mais, e geralmente incluem fato, prancha e seguro. Outra opção que a Deco Proteste encontrou na sua análise são as aulas particulares, que têm por norma, até três alunos por sessão. Segundo a análise, esta opção custa entre 25 a 150 euros, mas, por norma, ronda os 50 euros.

A lista abaixo mostra os preços mínimos e máximos das aulas individuais e dos packs por região, segundo a análise da Deco Proteste:

 

Região Aulas individuais Pack de cinco aulas 

 Pack de dez aulas

 

Minho entre 40 e 60 euros entre 75 e 125 euros

entre 125 e 200 euros

Grande Porto entre 25 e 50 euros entre 60 e 180 euros entre 110 e 250 euros
Peniche e Torres Vedras entre 50 e 100 euros entre 125 e 275 euros entre 165 e 350 euros
Ericeira entre 70 e 140 euros entre 125 e 180 euros entre 190 e 360 euros
Sintra entre 40 e 80 euros entre 75 e 125 euros entre 130 e 210 euros
Cascais e Lisboa entre 50 e 90 euros entre 80 e 170 euros  150 euros

Aveiro, Figueira da Foz, Coimbra,

Leiria e Nazaré

 entre 30 e 70 euros entre 75 e 120 euros entre 140 e 240 euros

Almada e Sesimbra

entre 40 e 90 euros entre 60 e 170 euros 150 euros
Alentejo entre 70 e 90 euros entre 150 e 175 euros entre 250 e 325 euros
Algarve entre 60 e 120 euros 225 euros
Madeira entre 80 e 150 euros entre 140 e 150 euros 400 euros
Açores 80 euros 135 euros 240 euros

 

 

Outros factores a considerar

No processo de escolher uma escola para começar, há factores além do preço que podem servir de indicadores de qualidade. A Deco Proteste enumera os seguintes: ser licenciada e federada, com treinadores habilitados (esta indicação é dada através do logótipo do Turismo de Portugal e da FPS); ter instalações físicas, pois são mais facilmente fiscalizadas; qualidade e manutenção do material, que é por norma partilhado entre alunos, o que faz com que a manutenção e a higiene sejam essenciais, principalmente em época de pandemia.

Com estas dicas, a procura por uma boa escola de surf tornar-se-á mais fácil. Boa pesquisa, e boas ondas!

Itens relacionados

Perfil em destaque

Scroll To Top