Frederico Morais voou para uma vitória que pode significar um ponto de viragem Frederico Morais voou para uma vitória que pode significar um ponto de viragem Pedro Mestre / WSL

Itens relacionados

sábado, 13 abril 2019 13:55

FREDERICO MORAIS ESTÁ DE VOLTA - VENCE O QS 3000 PRO SANTA CRUZ

Atleta Português parece estar completamente recuperado da lesão que o levou a resultados menos marcantes....

....e eventualmente a perder o lugar no circuito Mundial de elite da World Surf lLeague em 2019.

O quinto e ultimo dia de competição foi marcado por uma atuação brilhante do Português Frederico Morais, ex top do Championship Tour da World Surf League.

O Pro Santa Cruz, etapa de categoria 3000 do circuito mundial de qualificação (QS) da World Surf League (WSL), terminou hoje na Praia do Mirante com ondas de cerca de um metro nos sets e viu Frederico Morais, Português de 27 anos, vencer a final contra o Marroquino Ramzhi Boukhiam.

No heat final do evento, o surfista português derrotou o marroquino Ramzhi Boukhiam, surfista que, curiosamente, o tinha eliminado nos quartos-de-final, desta mesma prova, em 2018. Em 2017, Frederico Morais tinha ficado em 3º lugar.

“Estou sem palavras. É a minha segunda vitória de sempre no QS e, a primeira, foi no ano em que me qualifiquei para o World Tour (2016). Não tive um bom início de ano na Austrália, por isso é que também estou aqui. Ganhar em casa, à frente destas pessoas, que me apoiaram incansavelmente, deixa-me sem palavras. É para isto que trabalhamos. Tenho trabalhado bastante com o meu treinador. Tentar mudar algumas coisas e a fazer coisas novas. É o que temos feito, foi o que fiz na final e resultou. Estou muito feliz!” referiu o surfista vencedor do Pro Santa Cruz presented by Noah Surf House 2019.

Frederico Morais, que surfou sete ondas final, o mesmo número que o seu adversário, fez um total de 13.60 pontos (em 20 possíveis), para os quais contribuíram um 7.00 (em 10 ponto possíveis) e um 6.60. O seu adversário fez uma pontuação total de 10.34.

Nas meias-finais, o surfista de Cascais eliminou o francês Jorgann Couzinet, depois de já ter eliminado o também francês Nomme Mignot nos quartos-de-final. 

Com esta vitória em Torres Vedras, Frederico Morais recebeu 3000 pontos a contar para o QS.

À entrada para este dia de prova havia dois portugueses e foi nesta ronda, quartos-de-final, que Vasco Ribeiro foi eliminado, pelo brasileiro Luel Felipe, ficando por isto em 5º lugar. O português fez 9.23 pontos contra os 12.50 do seu adversário. Com este resultado, Vasco Ribeiro acumulou 1260 pontos para o seu ranking do WQS.

Tal como esperado, as ondas apresentaram-se hoje mais pequenas, mas menos afetadas pelo vento. Sem hesitação, a organização de prova recomeçou a prova e conclui os sete heats por realizar até à coroação do campeão de 2019.

 

 

 

 
  • Créditos fotos: Pedro Mestre / WSL

Perfil em destaque

Scroll To Top