Mariana à saída do hospital. Mariana à saída do hospital. Foto: Arquivo Pessoal

Itens relacionados

segunda, 12 novembro 2018 10:21

“Dei-lhe uma joelhada e ele espetou-me uma faca” - O valente susto de Mariana Rocha Assis 

Surfista do Estoril foi atacada na noite de sexta-feira… 

 

Um dos temas “quentes” das redes sociais deste fim de semana foi precisamente o que se passou com Mariana Rocha Assis na noite de sexta-feira, 9 de novembro. A surfista/skater da Linha, que corre a Liga MEO Surf e foi por nós entrevistada recentemente, estava a regressar a casa, pelo paredão do Estoril, quando foi subitamente atacada: 

 

“Sim, é verdade, a vida é demasiado curta, por isso apreciem-na. Obrigado ao cobarde que tentou atacar-me e me esfaqueou. Obrigado a todos pelos pensamentos positivos e orações, estou feliz por estar viva! Infelizmente, parece que o Brasil vai ter que esperar. Voltarei à água assim que possível”, revelou na manhã de sábado. 

 

À Surftotal, a surfista explicou a situação, dizendo que o atacante a “tentou violar, mas eu não deixei, deixei-lhe uma joelhada nos tomates e ele espetou-me uma faca na barriga”. 

 

Já a recuperar, em casa, mas ainda a sentir os efeitos de um episódio que poderia ter sido fatal, Mariana escreveu ontem uma nova mensagem a fim de esclarecer de uma vez por todas todos os interessados, amigos e fãs: 

 

“Raiva, frustração, dor, medo, nem tenho certeza do que sinto… Não só por pela sorte que tive, mas também pelo facto de saber que esse filho da mãe está à solta. Para aqueles que continuam a perguntar e para aqueles que estão a contar coisas que não aconteceram, aqui fica a história: Eu estava a ir para casa, sozinha, à noite, quando um homem tentou violar-me. MAS ELE NÃO O FEZ. Tive sorte de ter o sangue frio para lhe dar uma joelhadada nas bolas, mas ele acabou por esfaquear-me na barriga. Tenho o máximo respeito pelas mulheres que não conseguem reagir como eu o fiz e acabam por ser violadas por estas pessoas loucas que estão à solta e deviam estar no inferno. Obrigado Deus por estar viva”. 

 

O que sucedeu com a Mariana serve de aviso e de chamada de atenção. Por favor raparigas, não andem sozinhas em locais isolados e especialmente à noite. Todo o cuidado é pouco. 

 

Entretanto, se alguém souber se mais alguma informação relacionada com este caso, agradecemos que informe as autoridades com a máxima urgência. Vamos todos ajudar a apanhar este louco que anda à solta pelas ruas e até ao momento escapa impune. 

 

Quanto à Mariana, muita força e votos de uma recuperação rápida! 

Perfil em destaque

Scroll To Top