banner topf
Guilherme Foncseca com Elliot Ivarra e Gabriel André Guilherme Foncseca com Elliot Ivarra e Gabriel André

Itens relacionados

domingo, 12 janeiro 2014 15:49

GUILHERME FONSECA FALA DA SUA AVENTURA NO HAVAI

Surfista de Peniche descreve surfadas dos últimos dias.

 

O surfista de Peniche, Guilherme Fonseca, tem vindo a descrever a sua passagem pelo Havai no site Peniche Surf News. Hoje saiu mais uma crónica, desta vez sobre os terceiro e quarto dias desta aventura.

 

Enquanto no terceiro Guilherme andou por Rocky Point, confessando que "estava divertido, mas nada do que queria", no quarto dia passou por Pipeline. "Boas condições, com ondas entre o metro e meio e os dois metros", descreve ao site.

  

"Fomos logo de manhã, ainda meio de noite, entrámos na água eram 6:50h. Não estava muito “crowd” e o mar estava incrível, altos tubos. Agora sim, percebi que só nos filmes é que é fácil, lá dentro a história é bem diferente. Pipe tem um “drop” muito difícil, na minha opinião, bem mais difícil que Supertubos", compara Guilherme.

 

O surfista confessa ainda ter apanhado boas ondas, mas quando estava já a pensar em sair, foi "literalmente esmagado por um “set” vassoura", como descreve no site, e acabou por partir a prancha e levar com ela na cara. 

 

Mas o incidente não parou Guilherme que seguiu para Rocky Point de novo, devido ao excesso de crowd em Pipe. "Estava metro e meio, com algumas maiores nos “sets”, e o Mason Ho dominava. Na onda que apanho para sair, uma esquerda muito boa, fiquei dentro do tubo… e mais uma prancha partida, lá vão duas… bem… que dia, já estava a ficar frustrado", acrescenta.

 

Ainda assim, Guilherme não desistiu e voltou a Pipe. "Bem, estavam aí uns 100 gajos no pico, muitos locais, Kai Barer, Koa Rothman, Dusty Paine, Koa Smith, Jaimie O'brien, impossível apanhar ondas. Foi uma surfada para aprender", diz ainda so surfista que ainda seguiu para Sunset onde apanhou ondas grandes, para acabar o dia.

Perfil em destaque

Scroll To Top