O perigo é real. O perigo é real. Foto: DR

Itens relacionados

segunda, 31 outubro 2016 16:35

SURFISTA ABRE PROCESSO LEGAL CONTRA A COSTA RICA DEVIDO A CROCODILOS

A população destes predadores parece estar fora de controlo e começa a prejudicar o turismo do surf… 

 

Um pouco por todo o lado, os ataques de tubarões têm conquistado toda a atenção nos últimos anos, mas a verdade é que existe um surfista na Costa Rica que empreendeu uma ação judicial contra o governo da Costa Rica de forma a que seja encontrada uma nova forma de proteção dum típico predador local: os crocodilos. 

 

Durante o evento da Qualifying Series (QS3000) da WSL que teve lugar no início do mês, estes predadores apareceram no lineup da prova em dois dos cinco dias da janela de competição, forçando ao atraso da mesma. 

 

No passado mês de julho, se os nossos leitores bem se recordam, já um surfista norte-americano havia perdido uma perna devido a um ataque de tubarão, no famoso spot de Tamarindo. 

 

De acordo com fontes locais, este foi o terceiro ataque de crocodilo em Tamarindo desde 2013 e o sétimo registado durante 2016 em toda a Costa Rica (sendo um fatal). 

 

Por esse motivo, Walter Brenes, um surfista local e um dos organizadores do Qualifying costa-riquenho, que também é advogado ambiental, adiantou que irá processar a administração local por ter falhado no controle da população de crocodilos, a qual resultou numa péssima imagem do país e afetou seriamente o surf local. 

 

De acordo com Brenes, o turismo em torno do surf caiu 7% e os recentes ataques assustaram em muito os turistas, afastando-os de Tamarindo. O problema é real, mas segundo o próprio, o governo está a ignorar a situação e não faz nada para a mudar. 

 

“Nesta altura, o governo nada está a fazer para controlar a população de crocodilos; eles nem sabem qual é a população. Nós temos que reduzir o número de crocodilos que aumentou muito nos últimos tempos,” disse. 

 

Aparentemente, depois de encontrados os números reais, a solução do momento pode passar por realojar parte da população de crocodilos ou até abater os mais agressivos. 

Perfil em destaque

Scroll To Top