Matahi Drollet Matahi Drollet terça-feira, 14 junho 2022 14:08

5 anos depois Nic Von Rupp volta a Teahupoo para surfar ondas de sonho

E depara-se com grandes diferenças

 

Em Teahupoo não é diariamente que as condições se alinham de forma perfeita mas, quando acontece, segundo Nic Von Rupp, “a cada dois anos” os melhores surfistas de ondas gigantes largam tudo e encaminham-se na sua direção. Quando o swell se despede a adrenalina e intensidade vivida prolonga-se durante algum tempo e ficam as memórias difíceis de apagar bem como os registos fotográficos que resultam no mesmo queixo caído de cada vez que se olha para eles.


Nic Von Rupp em Teahupoo | Créditos de imagem: @samvennphotography

Depois da tempestade, recordando o último vídeo do canal Von Froth do português Nic Von Rupp, onde este mostrou pesados wipeouts, incluindo os seus, aquando do swell de 28 de maio, vem a bonança. Teahupoo perfeito com imagens suas e de vários locais a descerem pesados tubos como se tivessem nascido para aquilo. “É a onda com que eu sonho nos meus sonhos”, disse o big wave rider. “Quando estás no tubo e vês o lip a cercar-te consegues ver quão azul é. Além disso vês as montanhas e todos os barcos, é um cenário de sonho”, descreveu.

Nic optou por prevenir do que remediar e consigo levou pranchas de vários tamanhos e feitios no caso das condições alternarem entre paddle e tow-in. Depois de apresentado o quiver, apontou várias diferenças a Teahupoo desde a primeira vez em que esteve frente a frente com o line-up, em 2011, onde só lhe faziam companhia 3 ou 4 surfistas, para o momento atual onde o volume cresceu em tamanho e talento. “Agora eram 30 na água. É impressionante ver a evolução dos jovens locais, como Eimeo Czemark com 18 anos. A quantidade de talento aqui é surreal. Um rapaz como o Matahi Drollet deve ser um dos melhores surfistas de tubo no mundo”, rematou.

 

Scroll To Top