Global Surf Industries vai aplicar taxa de carbono sobre pranchas a partir de 2022 Global Surf Industries
sexta-feira, 03 dezembro 2021 09:38

Global Surf Industries vai aplicar taxa de carbono sobre pranchas a partir de 2022

Iniciativa servirá para apoiar projectos a partir do próximo ano.

A Global Surf Industries (GSI) anunciou que, a partir de 1 de Janeiro de 2022, vai começar a aplicar uma taxa de carbono sobre cada prancha de surf e SUP fabricada. Isto significa que vai haver um valor acrescido às pranchas consoante as emissões de carbono resultantes do seu fabrico. Com um portfólio de 11 marcas incluindo a 7S, Adventure Paddleboarding, Creative Army e Modern Surfboards, a GSI assume a necessidade de agir no sentido de proteger o ambiente.

A pesquisa da GSI concluiu que o processo de fabricação de uma prancha de surf cria cerca de 45kg de emissões de carbono. No caso de uma SUP, esse valor duplica. Mark Kelly, fundador da GSI, explica que o valor do carbono por tonelada varia ao redor do mundo, e que, em 2022, a GSI vai assumir o valor de 40 dólares por tonelada. A taxa, portanto, será de 2 dólares para pranchas de surf e de 4 dólares para SUPs. Este valor será aplicado às pranchas a partir de 1 de Janeiro de 2022.

O objectivo desta iniciativa é apoiar projectos, nomeadamente na aquisição de materiais como painéis solares e veículos elétricos. Colaboradores e clientes da GSI poderão candidatar-se para receber esse apoio. A GSI calcula que terá 250,000 dólares disponíveis para apoiar projectos no primeiro ano da iniciativa.

“Queremos fazer a nossa parte  não só para mitigar os danos, mas também para chegarmos a um ponto em que a humanidade comece a adoptar melhores maneiras de viver neste planeta”, afirma Mark Kelly.

Itens relacionados

Scroll To Top