John John Florence John John Florence WSL / Brent Bielmann
sábado, 27 novembro 2021 12:39

Haleiwa Challenger começa em grande, e John John Florence é a cereja no topo do bolo

Nível de surf elevadíssimo do início ao fim do dia. 

 

Começou ontem o Michelob ULTRA Pure Gold Haleiwa Challenger, a etapa derradeira do Challenger Series 2021 em que se vai decidir que atletas se vão qualificar para o CT 2022. A etapa havaiana iniciou com a primeira ronda masculina, e avançou até ao heat 8 da ronda 2. 

 

Crosby Colapinto e Kalani Ball foram os primeiros destaques do dia

Na primeira ronda, o primeiro atleta a destacar-se foi o americano Crosby Colapinto, que entrou no heat 2 contra Ruben Vitoria, do País Basco, Rio Waida, da Indonésia e Keanu Asing, do Havai. Com uma onda de 8.50 e outra 7.50 (em 10 pontos possíveis), o jovem atleta somou um total de 16 pontos em 20 possíveis e venceu a bateria. Asing passou em segundo lugar com um total de 11.90 pontos.

Colapinto voltou a triunfar na ronda 2, tendo entrado no heat 3 contra Seth Moniz (Havai), Hiroto Ohhara (Japão) e Jackson Baker (Austrália). O surfista voltou a vencer a bateria, fazendo um score total igual de 16 pontos, mas desta vez com uma onda de 8.67 e outra de 7.33. Seth Moniz ficou em segundo lugar, com um total de 13.50. Crosby Colapinto voltará então a entrar no heat 2 da terceira ronda, contra o francês Charly Quivront, o havaiano Zeke Lau e o australiano Callum Robson.

Outra performance notória na ronda 1 foi a do australiano Kalani Ball, que entrou no heat 5 contra o conterrâneo Cooper Chapman, o francês Charly Martin e o americano Kade Matson. As ondas de Kalani Ball tiveram exactamente a mesma pontuação do que as de Crosby Colapinto, tendo o seu score total sido também de 16 pontos. Em segundo lugar ficou Matson, cuja performance também foi louvável: com uma onda de 7.13 e outra de 7.53, o americano somou um total de 14.66.

Kalani Ball vai voltar a entrar no heat 9 da ronda 2, contra Griffin Colapinto, Cole Houshmand (EUA) e Alonso Correa (Peru).

 

 

Crosby Colapinto. Foto: WSL/Tony Heff

 

 

Ian Gentil fez o score mais alto da ronda 1

O havaiano Ian Gentil entrou no heat 7 e enfrentou os conterrâneos Sebastian Zietz e Cody Young, além de Ian Goveia, do Brasil. Com uma onda de 7.77 e outra de 8.50, Gentil somou um total de 16.27, ultrapassando por algumas décimas os scores de Kalanni Ball e Crosby Colapinto. Cody Young passou em segundo lugar, com um total de 14.23. Na ronda 2, Gentil disputará o heat 13 contra Shun Murakami, do Japão, o americano Michael Dunphy, e o atleta do CT e actual líder do ranking do Challenger Series, Kanoa Igarashi.

 

 

Ian Gentil. Foto: WSL/ Brent Bielmann

 

 

Nível de surf elevado na ronda 2

Como era de se esperar, a segunda ronda masculina trouxe consigo performances brilhantes, a começar com a do americano Conner Coffin, no primeiro heat. O actual #4 do ranking do CT venceu com uma onda de 7.17 pontos e outra de 8 pontos, somando um total de 15.17. Já Jake Marshall, que entrou no heat seguinte, fez a primeira onda de 9 pontos do dia, e somou a ela um 7.83, terminando com um total de 16.83. Coffin e Marshall vão agora cruzar-se no primeiro heat da ronda 3, juntamente com Seth Moniz e Matthew McGillivray.

 

 

Matthew McGillivray. Foto: WSL/ Brent Bielmann

 

 

John John Florence fez o score mais alto do dia

O ponto alto do dia foi o heat 5 da ronda 2, onde entrou John John Florence. As expectativas estavam altas e o havaiano não desiludiu – pelo contrário. Com duas ondas a roçar a perfeição, um 9.23 e um 9.07, Florence somou o total mais alto do dia, 18.30 pontos, e venceu o heat sem deixar sombra de dúvidas. O brasileiro Thiago Camarão, que passou em segundo, não se deixou intimidar, tendo feito uma onda de 7.47 e outra de 9.17, e somando um total de 16.64.

Outros dois atletas que brilharam na ronda 2 foram o brasileiro Jesse Mendes e o australiano Jack Robinson. No heat 6, Mendes venceu com um score total de 15.84, tendo feito uma onda de 8.17 pontos e outra de 7.67 pontos. João Chianca passou em segundo com um total de 14.60.

No heat seguinte, Jack Robinson, #12 do ranking do CT, fez uma onda de 7.50 e outra de 8.90, vencendo o heat com um total de 16.40 pontos. O conterrâneo Jacob Willcox passou em segundo com um total de 14.94.

Na terceira ronda, Jesse Mendes, John John Florence e Jacob Willcox partilharão o heat 3 com o australiano Jack Freestone. No heat 4, Thiago Camarão, João Chianca e Jack Robinson vão cruzar-se com o havaiano Shion Crawford.

 

 

John John Florence. Foto: WSL/Tony Heff

 

 

Vasco Ribeiro vai fechar a ronda 2

A ronda 2 ainda vai a meio, e as expectativas continuam no topo, com muitos heats a prometer momentos icónicos – nomeadamente o heat 11, em que Samuel Pupo, Maxime Huscenot e Shane Sykes vão enfrentar o GOAT do surf, Kelly Slater.

Vasco Ribeiro vai entrar no último heat da ronda, contra o francês Michel Bourez, o australiano Liam O’Brien e o havaiano Barron Mamiya.

O evento retoma hoje, com a call às 17h30, hora de Portugal. 

Os heats podem ser consultados aqui e o livestream pode ser acompanhado aqui. 

 


Itens relacionados

Scroll To Top