Itens relacionados

quarta-feira, 07 outubro 2020 10:02

SURFISTAS AMERICANOS CRIAM CLUBE DE SURF QUEER

O Benny’s Surf Club…

Os surfistas de Nova Iorque Johnny Cappetta e Momo Hudes querem tornar os lineups americanos mais acessiveis a pessoas de cor e queers (pessoas que, seja por sexo biológico, orientação sexual, identidade de género ou expressão de género, não correspondem a um padrão cis-heteronormativo) e criaram um clube com o intuito de criar um ambiente mais receptivo para estes surfistas.

Ambos os surfistas já se sentiram desconfortáveis, deslocados e não aceites dentro de água e pretendem mudar este cenário.

 

 

Johnny Cappetta e Momo Hudes Foto: i-d

 

 

Através do Benny’s Surf Club, o duo pretende tornar o surf mais inclusivo, tendo em conta a sua cultura, e organiza aulas de surf e encontros para promover conversas sobre técnica e etiqueta nos lineups.

“Esta é uma bela plataforma para ajudar a apresentar a mais pessoas a alegria de estar na água, e também uma oportunidade de construir uma comunidade dentro da comunidade para torná-la mais segura e acolhedora. É um pequeno passo para fazer com que a cultura do surf reflita a América em geral, que é uma coleção de pessoas extremamente diversa e bonita.” -disse Johnny Cappetta em entrevista à i-d.

 

Perfil em destaque

Scroll To Top