LEONARDO FIORAVANTI E CARISSA MOORE VENCEM O SYDNEY SURF PRO  Foto: WSL/Dunbar

Itens relacionados

sexta, 13 março 2020 12:11

LEONARDO FIORAVANTI E CARISSA MOORE VENCEM O SYDNEY SURF PRO 

Enquanto Vasco Ribeiro vê a sua prestação colocá-lo às portas do top 10 do ranking do QS...

 

O Sydney Surf Pro, etapa masculina e feminina da Qualifying Series (QS) é o primeiro evento da Challenger Series da World Surf League (WSL) e ofereceu esta madrugada (no horário de Portugal) 10.000 pontos de qualificação para Leonardo Fioravanti e Carissa Moore, que conquistaram a vitória nas categorias masculina e feminina, respectivamente.

Os surfistas foram dois dos grandes destaques durante o decorrer do evento, avançando os seus heats com scores altos nas pequenas condições que estiveram nos dias de competição.

A 4x campeã mundial Carissa Moore mostrou que o surf e a competição correm-lhe no sangue conseguindo desde cedo os scores mais altos nos seus heats. Apesar de ter anunciado que não ia competir no Championship Tour (CT) este ano, a surfista havaiana mostrou muita sede de vencer na final contra a australiana Tyler Wright.

 

Carissa Moore Foto: WSL/DUNBAR

 

“Estou super feliz por ter vencido este evento, pois realmente vim aqui com zero expectativas.", disse Carissa Moore. “Eu queria usar este evento para melhorar o meu surf em praias de fundo de areia. Pensei que seria um bom treino e uma semana realmente incrível aqui em Manly. Acho que houve algumas coisas que eu fiz muito bem e outras que eu quero trabalhar. Este evento não era uma situação de alta pressão para mim e senti que não estava o preocupada com mais ninguém, só queria entrar e surfar.”, continuou a surfista havaiana.

 

Carissa Moore Foto: WSL/DUNBAR

 

O italiano Leonardo Fioravanti terminou a sua semana em Manly da melhor forma ao vencer nos 10 minutos finais, quando virou o resultado com duas ondas na casa dos 7 pontos em 10 pontos possíveis, na final contra o australiano Matt Banting.

É a primeira vez que o surfista italiano vence a etapa de Manly depois de ter estado muito perto de o fazer em 2016 numa final em que perdeu para o australiano Dion Atkinson.

 

Leonardo Fioravanti Foto: WSL/DUNBAR

 

“É incrível ganhar um evento da Challenger Series aqui em Manly", disse Fioravanti. "Esta é definitivamente a maior vitória da minha carreira, estou em extase. Quando a onda veio,  apenas disse a mim mesmo que é isto, é para isto que pratico, para momentos como este.  Quando recebi a pontuação fiquei muito feliz. Esta vitória é definitivamente para a Itália - o meu país. A minha casa está a passar por muita coisa neste momento e eu sei que eles estão a assistir, isto é para eles. ” continuou Leonardo Fioravanti.

 

Leonardo Fioravanti Foto: WSL/DUNBAR

 

Já Vasco Ribeiro, que se viu eliminado ronda 5 pelo australiano Liam O’Brien, mostrou uma excelente prestação ao longo do evento em Manly. O surfista da linha do Estoril, apontado pelos comentadores como um dos surfistas que mais gostaram de ver competir, terminou o evento no 9º lugar arrecadando 3.500 pontos que o colocaram à porta do top 10 do ranking do QS, ocupando agora a 11ª posição.

Por sua vez, Frederico Morais saiu de Manly com mais 350 pontos, ocupando agora a 34ª posição.

Termina assim a última prova da WLS que iremos assistir este mês de Março, uma vez que a entidade suspendeu os seus eventos até ao final do mês para assegurar o bem-estar dos seus atletas, fans e colaboradores como medida preventiva ao coronavírus.

Perfil em destaque

Scroll To Top