banner topf

Itens relacionados

quinta, 03 outubro 2019 11:20

BUDAS SURFISTAS MOSTRAM QUE A HISTÓRIA DO SURF PODERÁ TER COMEÇADO NA CHINA

Há mais de 1.200 anos...

“Children of the Tide: An exploration of surfing in Dynastic China” é a jornada radical de um surfista italiano que estudou chinês no final dos anos 80, alimentou aventuras de surf nos anos 90 através do seu trabalho como intérprete de mandarim, dirigiu a revista SurfNews durante os anos 2000 migrando depois para a chamada "República Popular das Ondas Vazias" para explorar as ondas virgens e o desenvolvimento do surf na China.

Ao longo do caminho, Nik Zanella descobriu uma história não contada da prática de surf na cultura dinástica. Como é que as técnicas de respiração do taoismo, o fluxo da caligrafia e os valores pragmáticos do confucionismo se relacionam com o surf? Estranha e brilhantemente, isso aconteceu na civilização contínua mais antiga do mundo, há mais de 1.200 anos.

A publicação é o resultado de uma longa pesquisa despoletada quando Nik Zanella viu um enigmático baixo relevo de argila composto por 30 surfistas, os "Budas de surf" da China conhecidos como “Children of the Tide” (filhos da maré), onde estes são representados a surfar uma onda verde perfeita.  

 

Foto: magicseaweed

 

O baixo relevo, datado de 1880, foi encontrado num mosteiro chinês, tendo este sido esculpido por Li Guangxiu décadas antes do surf se espalhar da Polinésia para o Ocidente.

Desde então o surfista mergulhou na procura da antiga comunidade de surf originária de Hangzhou e na tradução de poemas e documentos dinásticos com a ajuda da sua esposa, expondo a inesperada história destes Budas de surf na sua publicação.

 

 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top