banner topf
segunda, 19 agosto 2019 07:48

MAUD LE CAR E MARCO MIGNOT VENCEM O LACANAU PRO

A sétima de 11 etapas europeias do QS...

 

Os surfistas franceses Maud Le Car e Marco Mignot venceram o Caraïbos Lacanau Pro 2019 este Domingo ao garantirem a vitória nas Finais contra a havaiana Gabriela Bryan e o francês Gatien Delahaye em ondas de quatro a seis pés.

 

Na final feminina, Maud Le Car e Gabriela Bryan separaram-se no inicio do heat, até que a surfista francesa surfou uma boa onda que lhe valeu um sólido 7,17 em 10 pontos possíveis, levando a sua oponente a juntar-se a ela nas esquerdas que entravam em frente à torre de juízes. Aos dez minutos, a surfista do Havai respondeu com uma onda semelhante, o que lhe valeu um 6,17.

 

A havaiana Gabriela Bryan Foto: WSL/ Masurel

Ambas as surfistas esforçaram-se para conseguir boas pontuações logo a seguir, mas Maud Le Car conseguiu com um 4.03 mantendo Gabriela Bryan a uma distância segura.

A poucos minutos do final a a havaiana remou para uma onda, mas não conseguiu entrar, dando à surfista francesa uma inesperada primeira prioridade nos últimos momentos do heat.  Mas Maud Le Car foi forçada a usá-la pouco tempo depois, deixando Gabriela Bryan sozinha no lineup por um excruciante último minuto na final. No entanto, o swell não entrou para a surfista do Havai e Maud  Le Car conquistou assim a sua primeira vitória no QS1,500.

 

A vencedora do evento feminino, Maud Le Car. Foto. WSL/Masurel

Na final masculina, Marco Mignot iniciou o heat com um 5,50 na sua primeira pontuação. Gatien Delahaye respondeu com uma manobra impressionante, mas não conseguiu controlá-la perfeitamente, pontuando 5,67 pontos.

Na troca seguinte, Delahaye arrancou um 7,00 por parte dos juízes, mas Mignot respondeu com um excelente 8,70 reivindicando novamente a liderança.

 

Marco Mignot. Foto: WSL/Masurel

Delahaye multiplicou as tentativas de voltar para a primeira posição, mas a sua pontuação permaneceu abaixo dos 7,21 necessários. Mignot continuou a melhorar a sua situação e empurrou a exigência de Delahaye para o excelente nos últimos cinco minutos da final. Dois minutos depois, ambos os surfistas encontraram uma onda em que executaram aéreos, mas mais uma vez Mignot levou a melhor com um 9,00 contra o 8.33 de Delahaye, acabando por sair do heat com a vitória.

 

Gatien Delahaye Foto: WSL/Masurel

Delahaye mostrou estar em grande forma durante todo o evento e será um dos surfistas a temer na etapa da Qualifying Series que começou hoje, o Deeply Pro Anglet Anglet, onde irá defender o título de campeão alcançado no ano passado.

Perfil em destaque

Scroll To Top