banner topf
Gabriel Medina um goofy footer a vencer pela primeira vez durante o seculo XXI um evento CT da WSL em Jeffreys Bay Gabriel Medina um goofy footer a vencer pela primeira vez durante o seculo XXI um evento CT da WSL em Jeffreys Bay

Itens relacionados

sexta, 19 julho 2019 14:37

HOJE FEZ-SE HISTÓRIA EM J-BAY - GABRIEL MEDINA VENCEU E O SURF ESTÁ DE PARABÉNS

É disto que o surf precisa, um palco épico com ondas que façam jus ao adjectivo...

que acabam por provocar grandes doses de imprevisibilidade, com os níveis de motivação dos competidores ao limite máximo, performances avassaladoras, no fundo um espectáculo que desperte a todos quantos assistem sentimentos de paixão, que prenda naturalmente o público até ao ultimo frame, que faça querer ver e rever e ver mais e mais. E foi isto que aconteceu hoje em J Bay durante o ultimo dia de prova da sexta etapa do circuito mundial de elite da WSL.

Como diz o ditado o melhor está guardado para fim.

Uma chamada acertada para terminar o dia do evento em condições épicas fizeram do dia de um hoje um verdadeiro espectáculo para os amantes do surf.

Os surfistas de ambas as categorias, feminina e masculina, adaptaram-se muito bem ao forte vento off shore que dificultou a projecção para passar secções e realizar manobras.

A ronda dos quartos-de-final teve umas das surpresas do campeonato ao assistir à eliminação de Kanoa Igarashi que parecia lançado para defrontar Filipe Toledo na meia-final. Italo Ferreira ligou o modo guerreiro e abordou o confronto contra o japonês como uma atitude de campeão eliminando-o com muita classe.

 

ITALO FERREIRA WSL / TOSTEE

Gabriel Medina, de forma sublime, foi elevando o seu surf ao longo do último dia. Na meia-final, ao competir contra o americano Kalohe Andino, foi preciso no momento certo ao gerir muito bem a sua prioridade avançando assim para a final.

 

GABRIEL MEDINA WSL / SLOANE

A meia-final mais esperada do dia, entre Filipe Toledo, defensor do título de campeão da etapa, e Italo Ferreiro, o surfista sensação deste último dia de prova, não desiludiu. Um verdadeiro heat, cheio de emoções e adrenalina, marcaram a segunda meia-final masculina. Italo Ferreira e Filipe Toledo deram um verdadeiro show de surf, onde trocaram notas na casas do excelente até aos minutos finais. Quem acabou por levar a melhor foi Italo Ferreira, que parecia letal na sua abordagem de backside.

 

ITALO FERREIRA WSL / TOSTEE

Trinta e cinco anos após vermos Mark Occhilupo, o surfista goofy, ex-campeão mundial, vencer uma final em J-bay, Gabriel Medina e Italo Ferreia fizeram história com a sua passagem à final.

Os surfistas brasileiros deixaram hoje a final do evento na história de J-Bay, que presenciou pela primeira vez dois surfistas goofys num confronto final pelo título de campeão da etapa.

Italo Ferreira iniciou o heat em modo gladiador ao destruir a última secção da sua primeira onda pondo pressão no marcador com um 9,10 em 10 pontos possíveis. Gabriel Medina, um competidor super inteligente, guardou o melhor para o fim, elevando o seu surf, como um verdadeiro campeão mundial, prova o seu valor em momentos de pressão.

 


GABRIEL MEDINA WSL / TOSTEE

Gabriel Medina venceu de forma categórica a final contra Italo Ferreira, que lhe dificultou a vitória até aos minutos finais.

 

GABRIEL MEDINA WSL / SLOANE

Este foi um momento histórico, em que dois surfistas goofys disputaram o título de campeão da etapa de J-Bay, tornando esta final inesquecível.

 

No lado feminino, Carissa Moore e Lakey Peterson marcaram presença na tão ambicionada final para as duas surfistas onde a ondulação forte e vento off shore apontavam Carissa Moore como a favorita, devido ao seu power surf.

 

CARISSA MOORE WSL / TOSTEE

Lakey iniciou muito bem a final onde liderou alguma parte do heat, até à surfista havaiana se encontrar com as condições do mar e dar à volta ao marcador com os seus carves poderosos, vencendo assim o seu primeiro evento do ano.

 

CARISSA MOORE WSL / SLOANE

Perfil em destaque

Scroll To Top