banner topf
Frederico Morais encontrou boas esquerdas em Saquarema e surfou-as de uma forma irrepreensível Frederico Morais encontrou boas esquerdas em Saquarema e surfou-as de uma forma irrepreensível Poulenot/WSL

Itens relacionados

sábado, 22 junho 2019 06:55

FREDERICO MORAIS DERROTA ITALO FERREIRA NO OI RIO PRO 2019

Surfista Português segura bem firme a bandeira Nacional no CT Oi Rio Pro que se encontra a decorrer no Brasil.

O Oi Rio Pro quinta etapa a contar para o Circuito de elite do surf mundial arrancou esta sexta feira com o inicio da ronda 3, (aqui os surfistas que perdem são de imediato eliminados da prova). Ao contrário do que poderia parecer e quando o dia amanheceu com ondas bastante pequenas, antevendo um dia de descanso ou caso a decisão de avançar com a prova fosse favorável um dia de competição em ondas fracas, eis que o Oceano "entrou em ebulição" e uma forte ondulação começou a entrar na Praia de Saquarema, palco desta etapa do World Tour da World Surf League. Não que as ondas estivessem perfeitas, longe disso, ondas de mais de 2,5 metros de altura acompanhadas por fortes correntes em toda a zona de competição, ou seja um palco apropriado para emoções fortes.

O primeiro heat da ronda 3 contou com a presença de Filipe Toledo que se superiorizou de uma forma natural ao seu compatriota Adriano de Sousa, este ultimo proveniente de uma lesão(no joelho direito durante o Rip Curl Pro Portugal 2018 em Super Tubos) que o afastou do tour durante praticamente 7 meses. Nos três heats seguintes, antes da eliminatória do Português Frederico Morais, passavam à fase seguinte Kelly Slater, Kanoa Igarashi e Juan Duru após derrotarem respetivamente nos seus heats, Sebastien Zietz, Ricardo Christie e Owen Wright.

No quinto heat entrava então Frederico Morais com o atual numero 3 do ranking mundial Italo Ferreira. E como o surf no oceano felizmente não é uma equação matemática, todas as previsões falharam e o Português derrotou de uma forma inequívoca e imperial o seu companheiro de profissão. Frederico interpretou bem a dinâmica do oceano, aliás sentiu-se durante a segunda metade do heat a conexão entre o surfista Português e as ondas, para além do elevado nível de preparação física que foi com certeza fundamental para fazer face às fortes correntes que existiam no mar de Saquarema.

Detalhes do heat de Frederico Morais, o 5ª da ronda três (onde se pode perceber as apostas dos fãs do site da Wsl):

Italo Ferreira começou melhor o heat apanhando logo no inicio uma onda (mais de inside) para a esquerda onde efetuou dois bons snaps e finalizando-a forte obteve 4,50 pontos em 10 possíveis. As condições pode-se dizer que estavam estranhas forçando os atletas a remar de um lado para o outro em busca de ondas pontuáveis, e foi Frederico Morais já na segunda metade do heat ao arrancar numa onda de mais de dois metros para a esquerda que arrecadava a melhor nota do heat, um 6,67 pontos em 10 possíveis. Após esta Frederico efetuou mais duas boas ondas na casa dos 6 pontos, enquanto Italo se mantinha perdido não encontrando ondas pontuáveis. Frederico segurou já no final do heat e muito bem a prioridade evitando que Italo o surpreendesse.

 

 

"As condições estavam bastante traiçoeiras, de manhã ao acordarmos surtamos com ondas pequenas com cerca de dois pés e escolhemos o material adequado para um possível inicio de competição em ondas pequenas. O mar entretanto cresceu bastante e fomos obrigados a refazer toda a estratégia, desde as pranchas até à estratégia do heat. Felizmente resultou, estou bastante feliz e pronto para a próxima bateria, quero aproveitar para agradecer todo importante o apoio que tenho recebido de todos quantos acreditam em mim". Dizia Frederico Morais após o final do heat.

 

Apesar de estar no Brasil Frederico tinha ao sair da água dezenas de fãs à sua espera como se pode ver no vídeo abaixo:

A prova acabaria por se desenrolar até ao final da ronda três tendo ficado ordenadas da seguinte forma os heats da ronda 4:

 

 

 

 


Perfil em destaque

Scroll To Top