Griffin Colapinto é um dos novos nomes do CT. Griffin Colapinto é um dos novos nomes do CT. Foto: WSL

Itens relacionados

quarta, 31 janeiro 2018 17:24

Rookies no CT2018: Griffin Colapinto

Um a um, conhece os estreantes do World Tour 2018… 

 

A reta final do Circuito Mundial de Qualificação (WQS) da World Surf League foi uma árdua batalha entre mais de quarenta surfistas. O norte-americano Griffin Colapinto, juntamente a outros sete surfistas, foi um dos que assegurou a qualificação à elite, indo competir assim no CT2018 sob o estatuto de “rookie” (estreante). Conhece agora o seu trajeto. 

 

Griffin Colapinto, de 19 anos, natural de San Clemente, Califórnia, venceu a dura competição da World Qualifying Series em 2017 e, depois de alguns anos a ser dado como certo, a "bombinha" americana finalmente alcança o World Tour. 

 

Pelo caminho conquistou também o prestigiado troféu havaiano da Triple Crown of Surfing, vencendo nomes como Kolohe Andino, Italo Ferreira e Conner Coffin nas contas finais do ranking. Não é de estranhar, pois só no Havai conseguiu fazer duas finais. 

 

 

O natural footer é um autêntico “freak” do surf, talentoso q.b. e detentor de uma abordagem ao surf francamente polida que têm vindo a chamar a atenção da media internacional nos últimos anos. Na temporada passada apurou o faro competitivo e destacou-se nas provas de maior graduação do QS, como que a procurar assegurar a qualificação o mais rápido possível - objetivo que veio a conseguir ainda antes do final do ano. 

 

Fluidez, pressão, power, jogo de rail e arsenal aéreo. O miúdo tem tudo isso e muito mais e por esse motivo são muitos os que referem que será o próximo surfista saído da América do Norte a fazer mossa no CT. 

 

 

Tal como Yago Dora, o californiano também parece possuir o “full package” necessário para se dar bem no World Tour e assegurar a manutenção logo no seu ano de estreia. Vencer uma etapa já será algo mais complicado e rebuscado, mas é de ter em atenção alguns dos locais das etapas por onde passa o novo  circuito mundial, nomeadamente Snappers, Rio de Janeiro, Keramas e Surf Ranch (Califórnia). 

 

Os seus melhores resultados esta última temporada foram um 9.º lugar no Ballito Pro (QS10,000), 9.º lugar no Vans US Open of Surfing (QS10,000), 5.º lugar no EDP Billabong Cascais Pro (QS10,000), 2.º lugar no Hawaiian Pro (QS10,000) e 4.º lugar no vans World Cup (QS10,000). 

 

 

Vê aqui o perfil de Yago Dora

Perfil em destaque

  • Rodrigo Chaves Rodrigo Chaves

    Conhece um dos jovens surfistas da região da Grande Lisboa… 

Scroll To Top