Na 2ª parte deste artigo fomos até à Costa da Caparica Na 2ª parte deste artigo fomos até à Costa da Caparica
terça-feira, 01 junho 2021 11:25

Quais as melhores escolas de competição e treinadores de surf em Portugal - Parte 2

Que têm contribuído para elevar o nível do surf nacional...

 

O surf português está bem e recomenda-se e os treinadores e escolas de surf do nosso país muito têm contribuído para esta realidade.

 

Cada vez mais os atletas nacionais têm mostrado excelentes resultados em competições nacionais e internacionais, pelo que vamos explorar quais os treinadores e escolas de surf que mais têm contribuído para tal.

 

São vários os treinadores que têm ajudado a elevar o nível do surf nacional. Após termos falado sobre vários nomes/escolas na Parte 1 deste artigo, hoje, na Parte 2, falamos sobre mais alguns desses nomes, baseando-nos em dois critérios:

- Os treinadores que mais se têm destacado a nível internacional e os que têm conseguido títulos ou feitos na elevação de surfistas profissionais com as respetivas conquistas de objetivos e títulos.

 

 

Eis alguns dos treinadores e escolas de surf de competição que se têm destacado no nosso país – hoje abordamos a Costa da Caparica

 

 

 

 

Pedro Simão :

 

O treinador Pedro Simão

 

 

Pedro Simão começou a surfar em 1987, com 14 anos, na Costa da Caparica. Durante os anos 90 e até 2004 competiu assiduamente nas provas do Circuito nacional e do Circuito Europeu de Surf (EPSA). Alcançou vários títulos, entre estes o 1º lugar na categoria Open da Taça de Portugal, na Costa da Caparica, além de vários títulos regionais, bem como o 1º lugar na categoria Masters no Circuito regional da Costa da Caparica em 2011.

Os seus primeiros passos na formação de jovens surfistas foram dados ainda nos anos 90, com David Luís, Paulo Almeida, entre outros. Em 2009 surgiu a oportunidade de dar exclusividade profissional à formação de jovens atletas dedicando-se ao treino de surfistas entre os seis e os 18 anos. Em 2015 foi anunciado pela Federação Portuguesa de Surf (FPS) como treinador para o Surf na Selecção Nacional.

O técnico tem levado vários atletas nacionais à conquista de títulos em diversos circuitos de surf no nosso país. Entre os atletas treinados por Pedro Simão estão Tomás Pereira, que ficou em 3º lugar no nacional sub-12 em 2020, Martim Ferreira, vice-campeão nacional sub-18 e vice-campeão júnior da grande Lisboa em 2020, Benedita Teixeira, vice-campeã nacional sub-16 em 2020, Beatriz Carvalho, que conquistou o 3º lugar no nacional sub-16 e 3º no regional da grande lisboa na categoria sub-18, também em 2020, Margarida Gonçalves, vice-campeã regional da grande Lisboa sub-18 em 2020 e o atleta Martim Paulino, campeão regional da grande lisboa na categoria sub-16 e sub-18 em 2019, campeão nacional da grande Lisboa sub- sub-18 em 2020, entre outros títulos.

Pedro Simão foi também o responsável no treino da Campeã Europeia Pro Junior Mafalda Lopes, quando esta conquistou o título.

 

 

 

Jorge Ribeiro :

 

O técnico João Ribeiro

 

 

Jorge Ribeiro começou como treinador ao iniciar os seus dois filhos no surf quando estes ainda só tinham 4 e 5 anos de idade. A partir dos 8 anos de idade, Tomás Ribeiro e Guilherme Ribeiro começaram a dar os primeiros passos no surf competitivo. Guiado pelo seu pai, Guilherme Ribeiro conquistou diversos resultados a nível nacional e internacional. Foi por duas vezes campeão nacional sub-14, foi campeão nacional sub-18 e cinco vezes vice-campeão nacional – 3 vezes na categoria sub-12, 2 vezes na categoria sub-14 e uma na categoria sub-16.

Tanto Tomás Ribeiro como Guilherme Ribeiro venceram a Taça de Portugal na categoria  sub-16.

JorgeRibeiro também teve um papel importante na conquista de diversos resultados internacionais por parte de Guilherme Ribeiro. Em 2017, no ano em que conquistou o Rip Curl Grom Search em Portugal, venceu a final europeia em França, o que lhe valeu presença na final mundial na Nova Zelândia onde terminou em 5º lugar.

Quando ainda competia na categoria sub-13 ficou qualificado para o circuito europeu da Volcom onde ficou em 2º lugar, tendo ganho uma participação na final mundial da Volcom em Trestles, Califórnia. Desde 2014, Guilherme Ribeiro integrou a Seleção Nacional Júnior, tendo participado em todos os mundiais e europeus. Os seus resultados mais expressivos contam com o título de campeão europeu por equipes, título conquistado há 4 anos em Marrocos, 3ºlugar individual em Santa Cruz na categoria sub-16 tendo também chegado às meias-finais no ISA World Junior Surfing Championship em Huntington Beach, Califórnia, em 2019.

Outra classificação importante conquistada por Guilherme Ribeiro foi o 4º lugar no Pro-júnior europeu em 2020.

Na Liga MEO, conquistou o título de melhor júnior e melhor júnior estudante em 2019 tendo terminado no top 16. Em 2020 terminou o circuito da Liga em 10º lugar e actualmente ocupa o 4º lugar na Liga MEO.

Para além de treinar os seus filhos, Jorge Ribeiro dá treinos de competição na Costa da Caparica a um grupo de 5 atletas, acompanhando-os em competições nacionais bem como em Pró-Juniores em Espanha e França. Entre os atletas treinados por João Ribeiro estão Martim Ferreira, vice-campeão nacional sub-18, Beatriz Carvalho e os groms Lourenço Gomes e Diogo Horta.

 

 

 

 

Projecto de formação da Associação de Surf da Costa da Caparica:

 

A equipa técnica da ASCC com os seus jovens surfistas.   Foto: ASCC/Jorge Buco

 

 

Apesar de os seus jovens atletas ainda não terem conquistado troféus, não poderíamos deixar de aqui referenciar a Associação de Surf da Costa da Caparica (ASCC) desempenhando um importante papel na formação de jovens surfistas. Esta tem vindo a mostrar vontade e ambição de elevar o surf como modalidade e prática desportiva.

O clube divide as suas actividades em diferentes projectos, desde a captação e formação de jovens surfistas ajudando na sua evolução, iniciação ao surf para todos que querem usufruir do desporto de forma ocasional, até à criação de ATL’s.

Através do ASCC Surf Project o clube enquadra os surfistas em diferentes classes etárias sendo integrados e orientados por treinadores devidamente certificados e experientes num ambiente seguro e divertido para desenvolver o seu trabalho no ensino de formação para a prática do Surf quer queiram ou não seguir a via de competição.  O projecto conta com os treinadores Pedro Carvalho, que treina jovens dos 5 aos 12 anos, Miguel Matos, dos 13 aos 18 anos, e Jó “Gato” Ribeiro, surfista com experiência comprovada durante mais de 20 anos que trabalha com os atletas que estão aptos a entrar em provas.

 

 

 

 

Apesar de já não dar treinos de surf, Hugo Zagalo foi um dos pioneiros no treino de surf na Costa Caparica:

 

 

Hugo Zagalo     Foto:Wolfman

 

 

Hugo Zagalo foi um dos primeiros treinadores de surf na Costa da Caparica. O surfista começou a prática de aulas de iniciação no início de 2000 no Centro Internacional de Surf na Costa da Caparica. Por volta de 2003/2004, com um grupo de atletas que se destacavam dentro das idades que pretendiam para “atacar” as competições de Esperanças e Pró-Juniores na altura, formou uma equipa de competição desenvolvendo um trabalho de acordo com os objetivos pretendidos. Hugo Zagalo acompanhou esse grupo de atletas em diversas competições tendo os resultados de maior destaque sido conquistados entre 2004 e 2006, particularmente com a atleta Francisca Pereira dos Santos, que ganhou os Esperanças feminino sub-18 bem como o circuito Pro-junior em sub-21. Também em 2005/2006 a atleta ficou em 3º lugar no Nacional Open Feminino. Também em 2005/06, Francisca Sousa ficou em 2º lugar no Nacional de esperanças sub-18 feminino. Entre outros títulos conquistados sob a orientação do Técnico, Francisca Santos venceu o título de campeã nacional na categoria open.

Hugo Zagalo deixou o surf como trabalho sendo de momento preparador físico de futebol no Benfica onde orienta os jovens na categoria sub-19.

Em conversa à Surftotal,disse já não seguir o surf de competição, mas que lhe parece haver melhores canais de divulgação e mais jovens surfistas em relação ao seu tempo como técnico de surf.

 

Na parte 3 das melhores escolas de competição e treinadores de surf em Portugal vamos até à Ericeira. Fica atento(a)

 

Itens relacionados

Perfil em destaque

Scroll To Top