Parko o fazer im impossível numa single-fin. Parko o fazer im impossível numa single-fin. Foto: Shayne Nienaber | @shaynenienaber

Itens relacionados

terça, 08 janeiro 2019 16:34

Parko volta a vestir a licra… e vence em single-fin!

Tradição australiana acontece em Queensland… 

 

Burleigh Single Fin Classic tem lugar no primeiro fim de semana de cada novo ano e, nos passados sábado e domingo (dias 5 e 6), como manda a tradição australiana, voltou a acontecer pelo 22.º ano consecutivo. 

 

O evento tem lugar em Queensland e possui algumas particularidades interessantes. Por exemplo, só se pode competir em pranchas single fin (monoquilha) e que tenham sido produzidas antes de 1985 (há mais de 30 anos); as licras de competição são de alças, à moda antiga; a comida no local é composta apenas de “hot dogs”, a bebida oficial é a cerveja e quase todos os presentes cheiram a óleo de coco. 

 

O ambiente que se vive transporta-nos até aos anos 70 e o campeonato acaba por ser uma lufada de ar fresco nos tempos atuais. Em janeiro de 2017, por exemplo, se os nossos leitores se recordam, foi Joel Parkinson quem venceu

 

Ora, como o australiano abandonou o World Tour no final de 2018, seria de esperar que não marcasse presença no evento, mas o bichinho falou mais alto (o da cultura do surf, entenda-se) e Parko voltou a estar presente para levar de vencida a competição pela segunda vez na carreira.

 

Durante a competição e na bateria final, composta de seis elementos, o antigo campeão mundial bateu autênticos ícones do surf, como Brad Gerlach, Tom Carroll, Rob Bain e Occy,  mas também Jay Thompson, Tai Buddha, James Woods, Chris Brookes e Liam O’Brien

 

É caso para se dizer: quem sabe, nunca esquece… 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top