Eventos indonésios estão a reclamar todas as atenções. Eventos indonésios estão a reclamar todas as atenções. Foto: DR

Itens relacionados

terça, 14 agosto 2018 07:00

Série de eventos em ondas de sonho na Indonésia está a chegar

De 24 de agosto a 12 de setembro três provas do QS chamam especial atenção…

 

A Indonésia não passa ao lado nos destinos preferidos dos surfistas. É definitivamente uma das melhores zonas do globo para a prática de surf, se não a melhor (N.R.: Esta conclusão fica ao vosso critério). 

 

Por isso, quando há dias vimos mais um evento ser confirmado no circuito mundial de qualificação (WQS), no spot de Yoyo’s, em Sumbawa Ocidental, a nossa atenção voltou a focar-se no Oceano Índico. 

 

Depois do Krui Pro (QS1,500), etapa número 26 da Qualifying Series que foi realizada em abril, que contou com uma vitória expressiva e inédita de Oney Anwar, a Indonésia passou a confirmar uma série de três eventos que chamam a atenção dos surfistas que correm o WQS e que atestam em tudo o conceito de ondas de classe mundial. 

  

Vejamos o que se aproxima

 

- Nias Pro (QS1,000), Lagundri Bay, 24 a 28 de agosto, etapa 44

- Simeulue Pro (QS1,000), Simeulue Island, Aceh, 31 de agosto a 4 de setembro, etapa 47

- West Sumbawa Pro (QS1,000), Yoyo’s, 8 a 12 de setembro, etapa 49

 

 

Para um conjunto de surfistas, que procura apenas a perfeição, gozar de boas ondas e ao mesmo tempo indo construindo o seu caminho no WQS, é definitivamente o Oceano Índico que faz o chamamento entre 24 de agosto e 12 de setembro. 

 

Nesta fantástica série de três eventos, o Nias Pro, que acontece em Lagundri Bay, no norte de Sumatra, claramente uma das mais desafiantes e incríveis ondas do planeta Terra, ganha especial nuance no contexto. Estes eventos indonésios vão seguramente animar a segunda metade do ano pela região, mas o campeonato na Sorake Beach, ilha de Nias, promete mesmo ser uma experiência excitante e diferente - e, refira-se, ainda há poucos dias o spot esteve absolutamente “on fire” com um dos maiores swells da última década. 

 

 

Mais tarde no ano, entre 17 de outubro e 2 de novembro, estão ainda por confirmar duas provas de graduação QS1,000 que prometem fechar o ciclo de eventos indonésios na WSL em 2018: 

 

- Cimaja Pro (QS1,000), West Java, 17 a 21 de outubro, etapa 56

- Rote Pro (QS1,000), Rote Island, 31 de outubro a 2 de novembro, etapa 60

 

Para participar em cada um destes eventos são esperados mais de 100 atletas de todo o mundo que vão tentar encontrar (ou usufruir) dos múltiplos tubos consecutivos que as ondas do Índico por norma proporcionam quando todos os elementos se alinham. 

 

Depois de Krui, mas também dos CT’s realizados em Keramas e Uluwatu e da Rip Curl Cup em Padang Padang (Bali), a Indonésia volta a marcar posição e a afirmar-se internacionalmente como uma das zonas do globo que mais peso tem atualmente no calendário da World Surf League. 

 

Antevê-se algo de muito épico, por isso, fica atento a mais desenvolvimentos relativamente a todas estas provas. 

Importa ainda dizer que a versão indonésia da Surftotal, denominada de Pemburu Ombak, é media partner de todos estes eventos. 

 

Perfil em destaque

  • Tomás Nunes Tomás Nunes

    Da zona oeste rumámos até à costa sul portuguesa em busca de um novo talento do surf… 

Scroll To Top