O aspeto da obra em pleno areal da Praia do Peneco. O aspeto da obra em pleno areal da Praia do Peneco. Foto: Barlavento.pt

Itens relacionados

quarta, 31 janeiro 2018 12:17

Construção polémica na Praia do Peneco - Albufeira

Obras avançam, mas a população não está contente... 

 

Em pleno areal da Praia do Peneco (Albufeira, Algarve) está a ser construído um apoio de praia (restaurante) que está a revoltar a população. As estruturas de cimento estão à vista de todos e estão a ser enterradas num grande buraco em pleno areal. 

 

Ora, o Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC) prevê realmente que haja ali um apoio de praia, que já já esteve mas foi destruído por um temporal em fevereiro de 2001; e até esta data a concessão tem existido mas apenas de toldos e cadeiras. 

 

A gerência de um hotel próximo, em sociedade com o concessionário, avançou com um projeto tal como está previsto no POOC. A pretensão é totalmente legítima, mas a grande questão aqui prende-se com o facto da obra se encontrar a meia dúzia de metros do Peneco (a rocha de arenito), que a seguir ao Pau da Bandeira, deve ser muito provavelmente a coisa mais fotografada de Albufeira. 

 

A gente local teme que de futuro a praia nunca mais tenha o seu aspeto marinho e que a construção não dure, na verdade, mais de dois ou três anos uma vez que está muito próxima da linha de água - as marés de grande amplitude, mar tempestuoso ou marés vivas poderão causar danos e destruir por completo o empreendimento. 

 

Ocasionalmente, uns quantos dias por ano, a Praia do Peneco fornece algumas sessões de surf. 

 

Entretanto, ficou disponível online uma petição pública que visa parar a obra. Na mesma pode ler-se: 

 

"Ainda que seja proibido construir no areal das praias, existe um grupo composto por investidores privados em Albufeira que estão a construir em plena praia do Peneco uma gigantesca estrutura em cima da areia e encostado à falésia. 

Apesar de legal e sancionado pela Câmara Municipal, esta obra é não só um insulto para todos aqueles que veem negada a autorização para construção em terrenos próximos da praia como para todos os moradores e visitantes da cidade, assim como é também perigosa por questões relacionadas com proximidade de arribas e nível de água do mar. 

A justificação oficial é que a obra está a ser efetuada no local onde antes estava planeado um apoio de praia. Ora, a estrutura privada não só não é um verdadeiro apoio de praia como também esta em particular, não está a ser construída obedecendo aos mesmos preceitos estruturais do referido apoio, já que as regras para os apoios de praia referem que estes devem estar assentes em rocha firme e sobrelevados, mais altos do que a areia. 

Mais grave ainda, a estrutura é de uma entidade privada que impedirá a utilização do espaço público por parte de quem não for cliente do mesmo. 

Assine a petição para parar esta obra e manter a praia pura e livre.”

 

LINK PARA A PETIÇÃO AQUI

Perfil em destaque

  • Rodrigo Chaves Rodrigo Chaves

    Conhece um dos jovens surfistas da região da Grande Lisboa… 

Scroll To Top