sexta-feira, 22 outubro 2021 23:09

Maria Alves - 15 anos de idade - Costa da Caparica

Um novo talento saído da Costa da Caparica

 

O nosso perfil desta semana chama-se Maria Alves, tem 15 anos e vem da Caparica. Maria é treinada pelo vice seleccionador nacional Pedro Simão. 
 
Maria tem tido até ao momento um percurso peculiar. É  Vice-campeã Nacional de Judo...mas entretanto apaixonou-se pelo surf, onde aplica toda aquela atitude característica dos judocas nos seus treinos de Surf.
Tem uma personalidade muito humilde mas pragmática, muito inteligente a competir e acredita mesmo que o treino duro compensa.
 
Os resultados estão à vista -  Ficou em quinto lugar na última liga MEO em Peniche!!

 

 

 

Nome? Maria Alves Dias.

Idade? 15 anos.

Praia local? Costa da Caparica.

Estudos? 10º ano de Ciências e Tecnologias.

 

Anos de Surf? Desde pequena, mas comecei a treinar há 3 anos.

Quiver? 5´9 Al Merrick e 5´8 JS.

Porque escolheste fazer surf? Estou em cima de uma prancha desde que me lembro, o surf é uma paixão que sempre tive e tenho.

Última surfada memorável? Não tenho nenhuma, mas gosto de todas as surfadas porque aprendo sempre alguma coisa nova.

Maior susto? Nunca tive nenhum susto grande mas já houve vezes em que o mar estava grande e levei com o set.

 

 

 

 

"Atitude, Persistente, Dedicada...."

 

 

 

 

 

Viagem de sonho? Não consigo decidir, tenho vários, as Maldivas, Indonésia, Austrália e muitos mais...

Competição ou free surf? Competição, adoro competir, ficar com a adrenalina antes do heat e treinar para um objetivo também gosto de um bom free surf depois de uma competição fico mais criativa.

Frase favorita? Bora Bora.

Três dos teus maiores atributos? Atitude, Persistente, Dedicada.

Três dos teus maiores defeitos? Atitude, Persistente e a minha mãe diz muitos mais:).

 

 

Qual a tua opinião sobre a cultura do surf em Portugal? ela existe ou não? e porquê?

A cultura do surf nestes últimos anos desenvolveu-se imenso, e deu-nos a nós, atletas, mais oportunidades de apoios/patrocínios, mais visibilidade ao público e as pessoas começaram a experimentar, a ir para dentro de água e divertirem se no mar mas acho que essas pessoas que ainda não controlam muito bem a prancha, têm de saber os seus limites e saber em que mares entrar para não arriscar a sua vida e dos outros, com cuidado e respeito todos nos conseguimos divertir.


Itens relacionados

Perfil em destaque

Scroll To Top