banner topf

Itens relacionados

quarta, 23 outubro 2019 10:44

NUNO CRUZ – 43 ANOS – COSTA DA CAPARICA

O surfista convidado desta semana é da Costa da Caparica...

e continua a sentir a mesma paixão pelo surf que sentiu quando recebeu a sua primeira prancha há 30 anos atrás.

 

 

Nome - Nuno Daniel Cruz

 

Idade - 43 anos

 

Praia Local - Costa da Caparica, se bem que Peniche é a minha segunda casa :)

 

Trabalho - Ténico de Contabilidade e Admnistração / Instrutor de Surf (Freelancer)

 

 

Anos de Surf - 30 anos

 

Quiver - JS Industries Blak Box II 5´6 e Sharpeye Disco 5´5

 

Porque escolheste praticar surf - Sempre fui um peixe d´água e vibrei quando aos 13 anos os meus pais me ofereceram a minha primeira prancha. Nunca mais me esqueço quando entrei na loja e vi a "minha" Pólen. A partir daí nunca mais parei, desde idas de autocarro, boleia de vizinhos e até tirar a carta de condução tudo era uma forma de chegar à praia e apanhar umas ondas! Desde essa data percebi que o Surf não é só um desporto, mas um modo de vida!

 

Última Surfada memorável - Já perdi a conta, foram tantas e tão boas :) mas um momento marcante foi quando estava numa surfada de fim de tarde sozinho dentro de água e de repente vejo umas barbatanas enormes na minha direção; pensei que era um tubarão pois nessa semana um bodyboarder tinha sido atacado; começei a remar com tanta força, mas as barbatanas lá ao fundo eram mais rápidas que eu, pensei "não tenho hipótese"! De repente olho para o lado e eis que não era senão um grupo de golfinhos! Fiquei estupefato, desisti logo de sair e foram eles que me acompanharam na surfada até ficar de noite e não conseguir ver mais nada. Foi top!!

 

 

Maior Susto - Numa surfada de Inverno bem puxado, quando estava a manobrar o bottom turn em backside o meu pé escorrega por falta de wax e como estavam uns quebra cocos brutais a prancha vira-se ao contrário, ou seja, com as quilhas para o meu corpo. Caio sobre as quilhas, perfuro a virilha e a prancha parte-se em três. Quando saí de dentro de água, nem me apercebi da gravidade do ferimento, foram 3 meses sem surfar o que me custou horrores!

 

Viagem de sonho - Essa pergunta é difícil, existem tantos spots fantásticos pelo mundo que fazem as delicias de qualquer surfista! Mas podemos-nos sentir privilegiados pois o nosso país é um paraíso do Surf e portanto digno de qualquer viagem de sonho.

 

Competição ou Free Surf - Free Surf

 

A tua frase favorita - Estão Altas!!!

 

Perfil em destaque

vimeo

 

 

Scroll To Top