A Maria Chaves, de 14 anos, é um dos novos valores do surf feminino. A Maria Chaves, de 14 anos, é um dos novos valores do surf feminino. Foto: Arquivo Pessoal

Itens relacionados

segunda, 23 abril 2018 15:10

Maria Chaves

Conhece uma das jovens surfistas da região da Grande Lisboa… 

 

Na região da Grande Lisboa os jovens talentos do Surf pululam de praia em praia, de uma forma que é de difícil compreensão e que a crescente popularidade do desporto ajuda a explicar. Esta semana fomos até à Praia de Carcavelos onde encontrámos a Maria Chaves que nos falou do Surf em geral. 

 

Nome?

Maria Chaves.

 

Idade?

14 anos.

 

Praia local?

Praia de Carcavelos.

 

Estudos?

9.º ano de escolaridade.

 

Anos de surf?

Comecei a treinar na APS há 4 anos, mas antes já fazia surf com o meu pai.

 

Quiver?

Duas 5'3 da Polen Surfboards. 

 

"Sempre gostei de competir (…), mas também gosto de

free surf para me divertir com os meus amigos e família"

 

- Foto: Ricardo Bravo

 

Por que escolheste praticar surf?

Comecei a praticar surf porque o meu pai fazia e via o meu primo (Joaquim Chaves) a praticar e decidi começar a fazer surf com o meu irmão, Rodrigo Chaves.

 

Pico preferido?

Baía dos Coxos na Ericeira…

 

 

Última surfada memorável que tenhas feito?

No Guincho, um dia incrível de sol com muito boas ondas e pouca gente dentro de água.

 

Maior susto?

Foi em Santo Amaro no primeiro dia de do ano. Estava muita gente dentro de água e eu apanhei uma onda até ao inside, caí na junção e fui diretamente com as mãos aos calhaus e fiquei com mais de 30 ouriços e cortes nas mãos. 

 

Última viagem de sonho?

Foi há um ano nas Maldivas, com a APS em que apanhámos boas ondas e consegui melhorar muito o meu surf. 

 

“(…) há cada vez mais pessoas a praticar [Surf] o que,

infelizmente, também significa que há mais crowd dentro de água"

 

- Foto: Ricardo Bravo

 

Competição ou free surf?

Sempre gostei de competir e conviver com surfistas com mais experiência, mas também gosto de free surf para me divertir com os meus amigos e família. 

 

Como está o surf atualmente?

Neste momento acho que o surf está a aparecer mais, o que se nota nos campeonatos em que cada vez mais pessoas aparecem nas praias para ver, também há cada vez mais pessoas a praticá-lo o que, infelizmente, também significa que há mais crowd dentro de água. 

 

- Foto: Ricardo Bravo

 

Quem é a tua grande inspiração nacional e internacional?

A minha inspiração nacional é o Kikas e internacional é o Kelly Slater. 

 

Mensagem a deixar?

Muita gente que compete stressa muito nos heats por estar preocupado com o resultado final, mas na verdade só deveria estar preocupado com o surf que vai fazer e, dependendo do surf que mostrar, é que vem o resultado.

 

--

Nota: Fotos de arquivo pessoal

Perfil em destaque

vimeo

 

 

Scroll To Top