Oscar Cauchi em ação numa sessão recente em Espinho. Oscar Cauchi em ação numa sessão recente em Espinho. Foto: Tó Mané

Itens relacionados

sexta, 16 fevereiro 2018 16:46

Oscar Cauchi

Jovem surfista belga a viver na cidade do Porto… 

 

- Todas as imagens de Tó Mané.

 

Da Linha de Cascais rumámos até ao Porto para nos encontrarmos com Oscar Cauchi, que foi o campeão belga em sub-17 no ano de 2016. É um dos muitos jovens surfistas que ataca diariamente as ondas portuguesas. Fica a conhecê-lo melhor:

 

Oscar Cauchi tem 16 anos e nasceu em Antuérpia, na Bélgica. Foi só quando atingiu os 10 anos de idade que teve o primeiro contacto com o Surf, altura em que participou com a sua irmã num Surf Camp em França. 

 

Depois, em 2012, mudou-se com a família para o Porto. O motivo prende-se com os afazeres profissionais do seu pai, mas todos da família já adoravam a cidade nortenha que conheciam através de várias viagens. 

 

 

Novamente através da sua irmã, que viu existirem muitos surfistas e escolas na região, foi convencido a participar de uma aula que acabou por adorar. “O meu professor nessa altura, que ainda é o meu treinador atualmente, Álvaro Tenreiro, empurrou-me para a primeira onda que corri até à areia. Foi em Matosinhos”, referiu à Surftotal.

 

Desde então ficou viciado e nunca mais largou o Surf. 

 

“Em 2017 tive a sorte de viajar pelo globo durante um ano, com a minha família,

e acabei por conhecer alguns dos melhores spots de surf de todos os continentes.

Estou muito agradecido aos meus pais por essa experiência”, adianta. 

 

 

De volta à rotina do Porto, todos os dias se surpreende com a qualidade das ondas portuguesas e mais especificamente na região norte, onde abundam bons surfistas e existe uma nova geração muito forte. 

 

“Eu sinto que o momento é muito bom, pois todos nós

puxamos uns pelos outros de forma a progredir!”, diz. 

 

 

As últimas sessões, em Espinho e zonas circundantes, têm revelado ondas de classe mundial e algumas das melhores sessões que alguma vez viu na Europa. 

 

Sobre o dia-a-dia, disse-nos que “Por norma, acordo muito cedo por causa do nascer do Sol e por ser quando as ondas estão quase sempre melhores. Por isso, ou surfo ou aproveito para estudar”.

 

Relativamente à competição, gosta do espírito e de participar nos eventos locais, que refere serem “divertidos e com uma boa vibração” e onde aproveita para “comparar o nível”. Garantiu-nos que vai competir em todos os eventos regionais, Pro Junior e no Campeonato Nacional da Bélgica (que tem lugar em Hossegor) durante 2018. 

 

Lançámos uma última questão sobre os seus objetivos futuros? A resposta: 

  

“Eu não tenho objetivos definidos para trabalhar no surf,

mas, obviamente, quero evoluir até ao máximo e estar muito focado no surf.

No momento estou a treinar com o Álvaro, do clube Linha de Onda,

e a nível físico com a Wave Performance Training,

o que me deixa confiante e confortável.

Eu adoro o Porto e nós próximos tempos não quero sair daqui!"

 

Perfil em destaque

vimeo

 

 

Scroll To Top