terça-feira, 02 março 2021 21:10

"Champions train losers complain"

João Roque de Pinho, surfista de alma e coração há cinco anos e competidor há quatro...

 

Este jovem atleta cheio de talento e motivação, ambiciona fazer do Surf a sua profissão. 

 

Nome- João Roque de Pinho

Idade- 15 anos

Praia Local-  Guincho, Cascais

 

 

 

Surftotal: Quais as tuas expectativas após terminares a escola?

João Roque de Pinho: Estou no 10° ano e quando terminar a escola quero entrar para uma faculdade e congelar a minha matrícula, para poder seguir com a minha carreia profissional no Surf. Se esta não correr tão bem, tenho sempre o “Plano B” na faculdade.

 

Surftotal: Com que idade começaste a praticar Surf? E a competir?

João Roque de Pinho: Comecei a fazer Surf com 10 anos, ou seja, há 5 anos. Comecei a competir passado um ano, com 11 anos.  

 

Surftotal: Como é composto o teu quiver?

João Roque de Pinho: É composto por três pranchas do MATTA shapes, todas modelo MTM. Tenho duas tamanho 5”8: uma com o tail round e a outra com o tail squash. A terceira prancha é uma 5”9 com o tail round pin e uso-a quando o mar sobe um bocadinho.

 

Surftotal: Porque escolheste praticar Surf?

João Roque de Pinho: Antes de começar a fazer Surf, praticava motocross (desde os três anos). Quando tinha sete anos, caí gravemente (felizmente não me magoei) e o meu pai decidiu tirar-me do motocross. Já tinha feito algumas vezes Surf com o meu pai e, aos 10 anos, ele levou-me outra vez e adorei.

 

 

 

"Desde esse dia, nunca mais parei"

 

 

 

 

 

Surftotal: Qual foi a tua última surfada memorável?

João Roque de Pinho: Foi este mês, em Carcavelos. Fui surfar com dois amigos e apanhámos altos tubos, sem ninguém, num fim de tarde super bonito.

 

Surftotal: Qual o maior susto que apanhaste no mar?

João Roque de Pinho: O maior susto que apanhei no mar foi logo que comecei a praticar Surf. Estava em São Pedro e devia estar um "metrão". Fiquei à frente do hambúrguer a levar com o set.

 

Surftotal: Qual a tua viagem de sonho?

João Roque de Pinho: Já fui a muitos sítios que adorei e eram viagens de sonho (Maldivas, Austrália, Califórnia), mas acho que agora a minha viagem de sonho é ir à Indonésia.

 

Surftotal: Há algum atleta que seja uma inspiração para ti?

João Roque de Pinho: Tenho vários! Mas o Frederico Morais e o Kolohe Andino são um exemplo de inspiração para mim.

 

Surftotal: Tens alguma superstição/tradição antes de competições?

João Roque de Pinho: Eu tenho muitas superstições. Mas as tradições que não podem mesmo faltar é aquela meia hora a olhar para o mar e a concentrar-me e, mesmo antes de entrar na água, já de chop posto, “espetar o bico” na areia, apoiar a cabeça no tail e rezar um bocadinho.

 

Surftotal: Qual foi o teu melhor e o teu pior momento em competição?

João Roque de Pinho: O pior momento em competição talvez tenha sido em Sesimbra onde perdi nas meias finais. Era o último regional, no meu último ano de sub12, nunca tinha feito um pódio e este esteve muito perto. O melhor momento em competição acho que foi no Campeonato Nacional de Esperanças, quando fiquei em 3° lugar.

 

 

 

"Para além do resultado,

estava a surfar bem

e a sentir-me calmo e confiante"

 

 

 

 

 

Surftotal: Quais as ondas que mais gostas de surfar em Portugal?

João Roque de Pinho: Ui, são algumas! Mas as principais são a do Guincho, Carcavelos, Pedra Branca, Coxos e os Supertubos.

 

Surftotal: Quem é um grande apoio para ti?

João Roque de Pinho: Para além de todos os meus patrocinadores, que me apoiam muito e acreditam em mim, os meus pais que sempre estiveram comigo em todos os momentos.

 

Surftotal: Esquerdas ou direitas?

João Roque de Pinho: Gosto muito de ambas, mas prefiro surfar para a Direita.

 

Surftotal: Beach break ou point break?

João Roque de Pinho: Uma pergunta muito difícil, mas acho que point break.

 

Surftotal: Tens alguma frase favorita que te motive?

João Roque de Pinho: Champions train losers complain!

 

 

 

Itens relacionados

Perfil em destaque

Scroll To Top